Puggina.org by Percival PugginaConservadores e Liberais

Um espaço destinado a formar e informar.
Aqui defendemos os valores tradicionais,
a liberdade, a democracia constitucional
e o regime de livre empresa.

Espaço de formação e
informação a serviço da
dignidade humana,
da liberdade, da democracia
e dos valores tradicionais.

O bom liberal sabe que
há princípios e valores que
se deve conservar.
O bom conservador
deve ser um defensor
das liberdades.

Foto: Nadia Raupp Meucci

OS SÓCIOS DO ESTADO E SEUS DIVIDENDOS

por Percival Puggina. Artigo publicado em 27.09.2016
   Minutos após as tenebrosas revelações da força-tarefa da Lava Jato sobre as atividades do companheiro Antônio Palocci, o PT descobriu que escandaloso, mesmo, é o ministro Alexandre ...

Cadastre-se e receba a Newsletter

Fique Sabendo

POR CINCO A ZERO SEGUNDA TURNA DO STF TORNA GLEISI E BERNARDO RÉUS DA LAVA JATO

 

A senadora da Gleisi Hoffmann, aquela de dedo em riste e nariz empinado, membro da tropa de choque petista no Senado Federal, e seu marido Paulo Bernardo, se tornaram réus da Lava Jato na tarde desta terça-feira, em decisão unânime dos cinco ministro da 2ª turma do STF.


Os magistrados da turma entenderam conforme a denúncia da PGR que houve corrupção passiva no recebimento de um milhão de reais do esquema da Petrobras para a campanha de Gleisi quando concorreu ao Senado em 2010. Paulo Bernardo teria sido o operador do pixuleco.


Na lenta marcha das coisas nos altos escalões do Poder Judiciário, a PGR, até este momento, ofereceu apenas 15 denúncias ao STF, envolvendo pessoas com foro privilegiado identificadas nas investigações de Curitiba. O STF, por sua vez, acolheu apenas três. Duas contra o já cassado Eduardo Cunha e uma contra o deputado federal também paranaense Nelson Meurer (PP).

 

Imagem Comentada

 

INTELECTUAIS, ARTISTAS, O PT E O SILÊNCIO DOS NADA INOCENTES


Percival Puggina

 

"Prometo estar contigo na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, amando-te, respeitando-te e sendo-te fiel em todos os dias de minha vida, até que a morte nos separe."

 

 Ao deparar, na rede, com a imagem acima, vieram-me à mente essas palavras que fazem lembrar os casamentos antigos, o tradicional matrimônio civil e religioso, celebrado diante do altar, com promessas para valer, custe o quanto custar.

 

A imagem, como se percebe, é apenas um retalho. A tela inteira teria centenas de rostos de supostos, autodefinidos e, mesmo, verdadeiros intelectuais e artistas que casaram com o PT, mediante promessas que resistem ao tempo e ao vento e admitem, até mesmo, o clássico "Tu não prestas, mas eu te amo".

 

No somatório de interesses e afinidades está o esclarecimento sobre tamanha devoção. A proteção dos seus artistas e intelectuais, num conluio reciprocamente benéfico e em escala planetária integra as mais consistentes estratégias do movimento revolucionário de esquerda. Mundo afora, no ambiente cultural, eles se conhecem, reconhecem, trocam prêmios, distribuem troféus e, sempre que próximos a um cofre, se abastecem de vantajosos contratos.

 

São raros os divórcios. A revolução cubana já contava 44 anos quando Saramago rompeu com ela. "Até aqui eu vim!", disse antes de lançar a aliança sobre o leito nupcial, no que foi seguido, dias depois, por Mercedes Sosa. Nos dois casos, o humanismo comunista resistiu sem engulhos um histórico de 20 mil execuções, antes de dizer "Chega!". Não é diferente a tolerância dessa turma com a descomunal organização criminosa que operou no governo companheiro.
 

Vídeos Recentes

Depoimento de Marcos Valério entregando Lula na operação de R$ 6 milhões para silenciar Ronan Pinto, que estava chantageando Lula.

Não basta tirar o PT do poder. É preciso tirar o poder do PT e o petismo da cabeça das pessoas.

Primeiro vídeo da série "IDEIAS QUE PARAM O BRASIL". Abordo, aqui, a confusão entre igualdade e justiça e o igualitarismo como objetivo nacional.

Alexandre Garcia, um jornalista que honra a profissão que exerce, puxa as orelhas golpistas do presidente do STF, que fraudou a Constituição, ao vivo e a cores, ante os olhos da sociedade brasileira.