Puggina.org by Percival PugginaConservadores e Liberais

Um espaço destinado a formar e informar.
Aqui defendemos os valores tradicionais,
a liberdade, a democracia constitucional
e o regime de livre empresa.

Espaço de formação e
informação a serviço da
dignidade humana,
da liberdade, da democracia
e dos valores tradicionais.

O bom liberal sabe que
há princípios e valores que
se deve conservar.
O bom conservador
deve ser um defensor
das liberdades.

Foto: Nadia Raupp Meucci

A REFORMA POLÍTICA DA CNBB, OAB E OUTROS. QUE OUTROS?

por Percival Puggina. Artigo publicado em 29.07.2014
   Buscando informações sobre o projeto de reforma política que vem sendo objeto de coleta de assinaturas, descobri uma nova dimensão da hegemonia que se estabeleceu sobre a nação. Qu ...

Cadastre-se e receba a Newsletter

Fique Sabendo

COMO VOTAM OS ELEITORES ASSISTIDOS PELO BOLSA-FAMÍLIA

 

 Se correta, esta revelação do Ibope é importante: Dilma tem 58% dos votos dos eleitores de famílias beneficiadas com Bolsa Família. A pesquisa identificou que um terço do eleitorado brasileiro recebe um ou mais benefícios dos 16 programas federais. Só o bolsa-família é eleitoralmente relevante.

 Entre os beneficiados dos demais programas, Dilma tem 38% das intenções de voto e o dado coincide com sua posição no atual conjunto das intenções de voto. Aécio Neves entre os beneficiados do Bolsa Família tem apenas 16%. E tem 25% entre os que nada recebem do governo. Dilma, nesse mesmo segmento, tem 32%.

Se 58% dos assistidos pelo Bolsa Família votam em Dilma, em quem votam os outros 42%? Diz o Ibope que 16% votam no Aécio, 7% em Eduardo Campos. E os demais ou votam nos nanicos, ou anularão o voto, ou não irão às urnas.
 

Imagem Comentada

CASO SANTANDER - O ANALISTA, O GOVERNO DILMA E O BANCO


 O que mais chamou a minha atenção nesse episódio não foi que uma análise sobre conjuntura sócio-econômica tenha causado tamanho rebuliço e desconforto nas altas esferas governamentais. Eu sei que essas esferas devem apreciar muito mais as "Análises de Conjuntura" elaboradas pela assessoria da CNBB e publicadas, acriticamente, no site da Conferência. A essas, em algumas edições, só falta pedir um Pai Nosso e três Ave-Marias pela reeleição de Dilma.

 O que me chama a atenção é o fato de um banco ser constrangido, pelo poder do governo central da República, a demitir o analista e a alterar para pior o trabalho de quem que nada mais fez do que analisar o cenário e apontar seu prognóstico. Em outras palavras: o ex-analista do Banco Santander cumpriu seu dever funcional afirmando que os indicadores nacionais que devem ser positivos são descendentes, que os indicadores que devem ser descendentes não param de subir, e que, na manutenção das atuais políticas, a situação só pode piorar. O Santander, pressionado pela repercussão que o governo burramente produziu, afirmou, contra toda realidade, que as coisas vão bem e só podem melhorar.

E viva a mentira, a simulação, a enganação. Afinal, é tempo de eleição e o império da mentira vai fazendo suas vítimas.
 

Vídeos Recentes

Paleocomunistas e neocomunistas mentem, e mentem muito, sobre a realidade cubana 

Em 60 segundos, Ciro Gomes (que não joga no meu time), aliado de Dilma, demonstra a inutilidade do governo Dilma.

Hangout sobre o decreto dos sovietes (Dec. Nº 8243) e questões culturais da atualidade brasileira.