Puggina.org by Percival PugginaConservadores e Liberais

Um espaço destinado a formar e informar.
Aqui defendemos os valores tradicionais,
a liberdade, a democracia constitucional
e o regime de livre empresa.

Espaço de formação e
informação a serviço da
dignidade humana,
da liberdade, da democracia
e dos valores tradicionais.

O bom liberal sabe que
há princípios e valores que
se deve conservar.
O bom conservador
deve ser um defensor
das liberdades.

Foto: Nadia Raupp Meucci

ATIVISMO JUDICIAL E A REVOLUÇÃO PELAS CANETAS

por Percival Puggina. Artigo publicado em 18.06.2018
   Em fins de 2016, ocorreu em Brasília o 10º Encontro Nacional do Poder Judiciário. Presentes os ocupantes dos degraus mais elevados da magistratura na União e nos Estados. Somente a ...

Cadastre-se e receba a Newsletter

Fique Sabendo

EX-MEMBRO DA EQUIPE DE SEGURANÇA ENTREGA LULA

 

O site O Antagonista (www.oantagonista.com) noticiou que um ex-integrante da equipe de segurança de Lula disse que três a quatro vezes por semana ia ao sítio de Atibaia, entre 2010 e 2011, “para cumprir ordens de Marisa Letícia”. Fazia-se acompanhar de Rogério Aurélio Pimentel, assessor de Lula. As idas ao local tinham o objetivo de manter Marisa Letícia inteirada das obras em curso na propriedade, “sob comando da ex-primeira-dama”.


COMENTO


 Ex-seguranças, ex-caseiros, ex-amantes são o ponto frágil de muita narrativa mal contada. A história está cheia de registros que corroboram a afirmação. Tenho diante dos olhos, em cima de minha escrivaninha, a me lembrar disso, o livro “El Magnífico” de Juan Vivés, ex-membro da equipe de segurança de Fidel Castro. Entrega todo o serviço. É o que faz o tal Itamar de Oliveira, mais um a colocar o sítio de Atibaia nas mãos de seu único usuário e proprietário de fato. Aliás, único, também, com poder de trazer para aquele ermo as duas maiores empreiteiras do Brasil e fazê-las executar, sob orientações de uma dona de casa, aquele serviço de porte ridículo. No entanto, o que interessava ali era o porte do dono da casa.
 

Imagem Comentada

FHC REPETE FHC


Percival Puggina

 

 Fernando Henrique aprendeu na mesma tribo de líderes diminutos, nocivos à política brasileira, que se especializaram na preservação de seu caciquismo.


Politicamente sempre esteve mais próximo de Lula do que de seus próprios companheiros, possivelmente porque qualquer outro presidente tucano que viesse a ser eleito iria ofusca-lo no mínimo por quatro anos. E seu estoque de quadriênios diminui assustadoramente.

 

Então FHC abandonou Serra, abandonou Alckmin, abandonou Aécio e, agora, volta a abandonar Alckmin. Falando a O Globo disse que como “o povo está com raiva de político não será fácil fazê-lo votar em um candidato tradicional”. Observe que ele sequer pluralizou a expressão. Falou no singular, como para reforçar a ideia de que Alckmin é “o” candidato tradicional. Coisa que, de fato ele é. Corre-se, portanto, segundo FHC, “o risco de autoritários e demagogos irem para o segundo turno”.


Portanto, enquanto o PSDB, justificadamente míngua, FHC já colocou um pé no barco de Marina Silva, a quem “não convém fechar portas”.

 

Vídeos Recentes

Para aproveitar de modo positivo a lição da greve dos caminhoneiros.

O Brasil jogado no acostamento pelos inescrupulosos que se infiltraram e dominam a greve dos caminhoneiros. E Cinco Medidas contra os Inimigos do Brasil.

 

Uma vitória da inteligência sobre o clichê.

O indesculpável papel dos partidos históricos numa hora e numa eleição tão importante para o futuro do país.