Puggina.org by Percival PugginaConservadores e Liberais

Um espaço destinado a formar e informar.
Aqui defendemos os valores tradicionais,
a liberdade, a democracia constitucional
e o regime de livre empresa.

Espaço de formação e
informação a serviço da
dignidade humana,
da liberdade, da democracia
e dos valores tradicionais.

O bom liberal sabe que
há princípios e valores que
se deve conservar.
O bom conservador
deve ser um defensor
das liberdades.

Foto: Nadia Raupp Meucci

A NAÇÃO PEDE RESPEITO

por Percival Puggina. Artigo publicado em 10.08.2020
  O Estadão deste sábado (08/08/2020) estampa editorial atribuindo ao presidente da República responsabilidade pessoal nas 100 mil mortes causadas pelo novo coronavírus. No esdrúxulo ra ...

Cadastre-se e receba a Newsletter

Fique Sabendo

IMPEACHMENT DO PREFEITO DE PORTO ALEGRE

 

 Meu relacionamento com o prefeito nunca foi além do aperto de mãos, em raríssimos encontros. Nenhum após sua eleição. Votei nele por causa de seu vice, Gustavo Paim, a quem conheço bem e admiro. Sinto que Marchezan decepcionou seus eleitores. Porto Alegre padeceu sob sua administração. Foi agressivo nas divergências. Cultivou inimizades. Suas poucas obras arrastaram-se para inauguração no final do mandato. Estratégias da velha política.

 Como prefeito, promoveu o maior avanço no bolso da classe média de que se tem notícia após o sequestro da poupança no governo Collor (1990). Na terceira tentativa, em tempos de economia patinando, empregos inseguros e desempregos garantidos, Nelson Marchezan Jr. conseguiu aprovar um aumento do valor do IPTU correspondente a 30% no primeiro ano (2020), mais, cumulativamente, 20% ao ano nos anos seguintes até 2026. Acredite se puder! Vá arranjar dinheiro ou mude-se de Porto Alegre!

Para desferir esse golpe na economia familiar dos seus concidadãos, ele armou no parlamento municipal uma inesperada e negociada maioria de 24 votos contra apenas 12. É difícil dissociar tal placar deste com que o mesmo plenário, passados uns poucos meses, por 31 votos contra apenas 4, decide dar continuidade ao pedido de impeachment do prefeito.

Muito estranha essa conduta. Quer dizer que a Câmara de Vereadores só apoiou consistentemente o prefeito para aquela inexcedível e irrecorrível lesão ao bolso dos porto-alegrenses? Melhor seria se tivessem antecipado a iniciativa.
 

Imagem Comentada

Momento de prosa poética

AGOSTO!
Miryan Lucy de Rezende

Lembro-me bem. Foi quando julho se foi, que um vento mais gelado, mais destemperado, que arrastava ainda folhas deixadas pelo outono, me disse algumas verdades. Convenceu-me de que o céu começaria a apresentar metamorfoses avermelhadas. Que a poeira levantada por ele daria lições de que as coisas nem sempre ficam no mesmo lugar e que é preciso aceitar que a poeira só assenta depois que os redemoinhos se vão.

Foi quando julho se foi que a minha solidão me convidou para uma conversa. E me contou de tempo de esperas. E me disse que o barulho das árvores tinha algo a dizer sobre aceitação. E eu fiquei pensando como elas, as árvores, aceitam as estações que, se as estremecem, também lhes florescem os galhos. Mas tudo a seu tempo. Foi em agosto que descobri que os cachorros loucos são, na verdade, os uivos que não lançamos ao vento. São nossos estremecimentos particulares que a nossa rigidez de certezas não nos permite encarar.

O mês de agosto tem muito a ensinar. Porque agosto é mês jardineiro, é dentro dele, berço do inverno, que as sementes dormem. Aguardam seu tempo de brotar. Agosto é guardador da boa-nova, preparador de flores. Agosto é quando Deus deixa a natureza traduzir visivelmente o tempo das mutações.

Mude, diz agosto, em seu recado de sementes. Aceite, diz agosto, com seu jeito frio de vento que levanta poeira e a faz avermelhar o céu. Compartilhe, diz agosto. Agasalhos, sopas quentinhas, cafés com chocolate, abraços mais apertados – eles também aquecem a alma e aninham o corpo. Distribua mais afetos, que inverno é acolhimento, é tempo de preparar setembro. E, de setembro, todos sabemos o que esperar. Esperamos a arrebentação das cores, que com seus mais variados nomes vêm em forma de flores.

Vamos apreciar agosto, recebê-lo com o espanto feliz de quem não desafia ventos. Que ele desarrume e espalhe suas folhas e levante suas poeiras.

Aceite as esperas, mas coloque floreiras na janela.

Só quem vive bem os agostos é merecedor da primavera!

* Miryan Lucy de Rezende é Escritora e Educadora Infantil

** Publicado originalmente no Facebook da autora.
 

Vídeos Recentes

Vários estados brasileiros paralisaram suas atividades produtivas escondidos de um vírus que ainda não andava por lá.

Seria impossível que sete ministros nomeados em presidências petistas não mudassem completamente a conduta do STF. Negar isso é brigar com os fatos.

Ninguém parece prestar atenção ao modo hostil como os ministros do STF tratam o presidente... Falam em ditadura, mas procedem como se estivessem conduzindo uma.

Vários estados brasileiros paralisaram suas atividades produtivas escondidos de um vírus que ainda não andava por lá.