Puggina.org by Percival PugginaConservadores e Liberais

Artigos de outros autores

Voltar para listagem

A ABSTENÇÃO FOI O DESTAQUE

por Gilberto Simões Pires, em Ponto Crítico. Artigo publicado em

 

NO SHOW
O elevado ÍNDICE DE ABSTENÇÃO foi, indiscutivelmente, a grande vedete destas Eleições Municipais 2020. Segundo o TSE, o NO SHOW atingiu a marca de 23,14%, sendo que em quatro capitais do Brasil esta taxa se mostrou acima de 30%, como é o caso de Porto Alegre (33,1%); Rio de Janeiro (32.8%); Goiânia (30,7%) e Curitiba (30,2%).


A ABSTENÇÃO VAI PARA O SEGUNDO TURNO
Observem, por exemplo, que em Porto Alegre, o candidato a prefeito, Sebastião Melo, obteve 31,01% dos votos e a candidata comunista, Manuela D`Ávila, 29%. Ou seja, ambos ficaram atrás da ABSTENÇÃO, cuja marca histórica, repito, atingiu 33,1%. Em 2016, vale registrar, o -NO SHOW- já havia mostrado um percentual recorde ao bater na marca de 22,5%.


VONTADE DO POVO?
Ora, considerando que o Brasil tem 147,9 milhões de ELEITORES APTOS, e 23,14% não votaram, isto significa que 34,2 milhões de VOTOS deixaram de ser depositados, ou digitados, nas urnas. Com isso, a DEMOCRACIA LITERAL define, com todas as letras e números, que os ESCOLHIDOS para comandar as Prefeituras e Câmaras de Vereadores não retratam a necessária VONTADE DO POVO, mas a VONTADE daqueles que POR DIREITO se dispuseram a votar.


O VOTO NÃO É OBRIGATÓRIO!
O mais incrível é que há quem diga e repita que no Brasil o VOTO É OBRIGATÓRIO. Esta, volto a dizer com a mesma ênfase que usei nas vezes anteriores em que me manifestei, é uma bobagem sem limites. A OBRIGAÇÃO é apenas e tão somente a JUSTIFICATIVA e não o COMPARECIMENTO ÀS URNAS. Ora, ora, se o VOTO FOSSE REALMENTE OBRIGATÓRIO, como se explica o fato de que 34,2 MILHÕES DE ELEITORES -APTOS- simplesmente deixaram de votar?


FIDELIDADE COM CANDIDATOS E PARTIDOS DE ESQUERDA
Respeitando todas as análises que cuidam de explicar o número expressivo de candidatos de esquerda que foram eleitos como VEREADORES das maiores capitais do país, no meu entender deve ser levado em conta, com boa probabilidade de ocorrência, que a ABSTENÇÃO ELEITORAL foi bem menor entre os eleitores mais identificados com a IDEOLOGIA SOCIALISTA. Considero que a FIDELIDADE com candidatos e partidos de esquerda se mostrou muito mais efetiva.


CUMPRIMENTOS
Para finalizar envio os meus cumprimentos aos LEITORES QUE AJUDARAM A ELEGER OS TRÊS CANDIDATOS que indiquei para VERADOR DE PORTO ALEGRE. - Felipe Camozatto, Fernanda Barth e Ramiro Rosário. Estou certo de que fizeram uma boa escolha. Parabéns, portanto aos três, desejando uma boa jornada na Câmara. Da mesma forma cumprimento a chapa SEBASTIÃO MELO / RICARDO GOMES, para a Prefeitura, na expectativa de que confirmem a necessária vitória, no segundo turno, contra a chapa comunista. Para tanto peço um comparecimento maciço!

            

Compartilhar

Artigos de outros autores