Puggina.org by Percival PugginaConservadores e Liberais

Artigos de outros autores

Voltar para listagem

CONCESSÕES PÚBLICAS, SOB A ÓTICA DA MÍDIA

por Gilberto Simões Pires, em Ponto Crítico. Artigo publicado em



CHOVER NO MOLHADO
Dizer que a mídia tradicional, aberta e, portanto com maior penetração em todas as camadas da sociedade, tem se mostrado avessa a tudo que o governo Bolsonaro decide ou mesmo imagina, é como chover no molhado.


CAUSA PRINCIPAL
No entanto, todos os diagnósticos sérios deixam bem claro que este indiscutível sentimento de ÓDIO EXPLÍCITO, que foi muito além do que se podia imaginar, identificam como CAUSA PRINCIPAL a FALTA DE ALIMENTAÇÃO DE VERBAS PUBLICITÁRIAS GOVERNAMENTAIS.


CAUSA ACESSÓRIA
Alguns laboratórios também apontam como CAUSA, com certo destaque a escancarada FALTA DE AFINIDADE IDEOLÓGICA. Como o jornalismo mundial, mais do que sabido, nutre enorme e declarada paixão pelo SOCIALISMO, isto não pode ser visto como surpresa. Daí achei por bem considerar esta CAUSA, ainda que de grande peso, apenas como ACESSÓRIA.


MAUS ESCLARECIMENTOS
Neste mar revolto, onde a LIBERDADE está sendo constantemente AMEAÇADA, o que chama muito a atenção é que todos os MEIOS DE COMUNICAÇÃO apontam o dedo para as REDES SOCIAIS, acusando-as como responsáveis pela sua flagrante e indisfarçável INANIÇÃO. No entanto, na real, todos estão presentes em todas as REDES SOCIAIS, como Facebook, Twitter, Instagram, etc..


REDES SOCIAIS
Ou seja, além de usar suas próprias plataformas para disseminar MAUS ESCLARECIMENTOS, que nada mais é do que produzir NOTÍCIAS FALSAS, todas as empresas jornalísticas ocupam as REDES SOCIAIS para MENTIR e/ou CONFUNDIR a cabeça de seus leitores, ouvintes e telespectadores. Com um detalhe importante: tanto as EMISSORAS DE RÁDIO quanto de TELEVISÃO são -CONCESSÕES PÚBLICAS-. Que tal?


CONCESSÃO PÚBLICA
Observem que a cada vez que o governo se propõe a fazer qualquer LEILÃO DE CONCESSÃO, como ESTRADA, PORTO, AEROPORTO, etc., todos com prazo limitado, a MÍDIA CAI DE PAU com o propósito de confundir seus leitores, ouvintes e telespectadores, dizendo que se trata de PRIVATIZAÇÃO.
O curioso é que no caso das CONCESSÕES DE EMISSORAS DE RÁDIO E TELEVISÃO nunca dizem isto. Estranho, não? Pois é!
Só para deixar claro: CONCESSÃO é a permissão, por prazo limitado, para realizar alguma coisa. Em sentido estrito, é a concessão pelo estado de algum serviço público a uma empresa privada.
A propósito: quando termina o prazo de CONCESSÃO, o que a lei manda é a realização de um NOVO LEILÃO. Esta regra deve valer para a MÍDIA CONCEDIDA, certo?

Em 03/07/2020
 

Compartilhar

Artigos de outros autores