Puggina.org by Percival PugginaConservadores e Liberais

Artigos do Puggina

Voltar para listagem

DA MEGALOMANIA À INSIGNIFICÂNCIA

por Percival Puggina. Artigo publicado em

 

 Certa feita, no ano de 2004, em um dos tantos debates que já mantive com lideranças do PT, ironizei a continuidade que o governo Lula vinha dando às políticas tucanas que combatera tão intensamente e com tanto sucesso eleitoral. Mostrei, uma a uma, as contradições. O abominável Plano Real estava mantido com inteiro rigor. O superávit fiscal, tão execrado pelo petismo, havia atingido, com Lula, o maior valor dentro da série histórica. Os programas de renda mínima, que Lula acusara de serem uma forma de fazer votos graças à fome de quem vota com a barriga, haviam mudado de nome e recebido mais recursos. E por aí fui, até ser interrompido por meu interlocutor que me disse exatamente o seguinte: "Puggina, não se muda a direção de um transatlântico com guinada brusca" e ilustrou o que dizia com o braço desenhando um longo arco. A mudança de rumos estava em curso e seria gradual.

Ele pertencia à alta hierarquia de seu partido e estava bem informado. O tempo o comprovou. O PT destruiu os fundamentos macroeconômicos então vigentes (responsabilidade fiscal, câmbio flutuante e meta de inflação). Exibiu, pouco a pouco, sua vocação para o totalitarismo. Empenhou-se na armação da luta de classes, forçando o divisionismo dentro da sociedade. Ensaiou várias tentativas de controlar a mídia. Levou o revanchismo até onde pode. Concebeu várias agendas socialistas. Aliou-se aos piores vilões da política nacional e internacional. Não lhe faltaram tentativas de impor absurdos, mediante decretos felizmente rejeitados pela opinião pública e pelo Congresso. Tais foram os casos do PNDH-3, que fazia gato e sapato em nome dos direitos humanos, e do decreto Nº 8.243 (decreto dos sovietes), que pretendia uma desabilitação do poder legislativo. O partido viria, como de fato veio, contaminar e aparelhar o Estado em conformidade com um desígnio totalitário. Tudo para alterar a trajetória do transatlântico.

Na política, tudo ia bem. Os corruptos prosperavam. Não faltava dinheiro à mídia chapa branca, nem capitanias hereditárias aos partidos e aos políticos da base. O crescimento chinês empurrava a economia para a frente, mais ou menos como as elevações da taxa de juros engordam os lucros dos bancos sem que os banqueiros precisem sair da poltrona. O petróleo a mais de US$ 100 viabilizava qualquer estripulia na Petrobras e o pré-sal era portentosa mina, a ser drenada ainda antes de gotejar. A megalomania, os delírios de poder e de riqueza, os projetos faraônicos, o messianismo característico dos partidos e movimentos totalitários recebiam injeções de adrenalina na veia. No limite das aparências, Lula era um Midas. Além das aparências, uma bomba de efeito retardado.

Só agora, concluída aquela curva descrita pelo meu interlocutor no debate acima referido, veem-se todas as dimensões do estrago. O desvio de rota jogou o país contra os rochedos, de modo desastroso. Lula e Dilma, que sequer se animam a aparecer em público, fazem lembrar o rápido e furtivo desembarque do comandante Francesco Schettino após jogar o Costa Concórdia contra os arrecifes junto à ilha de Giglio.

A direção pretendida quando a grande curva foi desenhada chegou onde inevitavelmente haveria de chegar, porque nunca foi diferente o resultado de tais políticas. E se há muita incerteza, hoje, sobre o futuro do país, se os comandantes se escondem mas não desembarcam, ninguém duvida de que o desvio de rota e a megalomania os condenaram à insignificância.

* Percival Puggina (70), membro da Academia Rio-Grandense de Letras, é arquiteto, empresário e escritor e titular do site www.puggina.org, colunista de Zero Hora e de dezenas de jornais e sites no país, autor de Crônicas contra o totalitarismo; Cuba, a tragédia da utopia e Pombas e Gaviões, integrante do grupo Pensar+.
 

Compartilhar

Comentários

fernando flora .

Lula e Dilma, que sequer se animam a aparecer em público, fazem lembrar o rápido e furtivo desembarque do comandante Francesco Schettino após jogar o Costa Concórdia contra os arrecifes junto à ilha de Giglio. IMAGEM PERFEITA! SÓ FALTOU ACRESCENTAR A PREVISÃO DE PLATÃO: O DEMAGOGO DESTRÓI O ESTADO.

Gustavo Pereira dos Santos .

Excelentes comentários, o Luiz tem razão, não temos um partido que nos represente. Domingo com céu de brigadeiro, ontem fizemos panfletagem no Parcão. Conseguimos mais algumas dezenas de novos para o NOVO. O partido NOVO vem ai, registro previsto para a 1ª quinzena de setembro próximo, data limite para que possamos ter candidatos em 2016. . Vale ler o Estatuto, partido de liberais. http://novo.org.br/

Sérgio Alcântara, Canguçu RS .

Além de gratas surpresas ao estilo Joaquim Barbosa e Sérgio Moro, o Brasil conta com a inesperada e vertiginosa reconfiguração da direita nacional nas formas supra e extra-partidária. Isto prova que, diferentemente do que ocorre com nossos vizinhos que falam espanhol, o espírito político liberal e conservador é latente em nosso povo, mesmo que este, muitas vezes, não tenha a devida consciência disto por falta de quem represente suas reais e verdadeiras expectativas na forma político-partidária e político-institucional. Continuemos firmes, apostando no aperfeiçoamento das manifestações de rua e na conscientização via redes sociais, pois isto é o que realmente está conseguindo desmontar, em poucos meses, toda uma estrutura de manipulação ideológica engenhada e executada durante décadas.

Décio Antônio Damin .

A tarefa dos intelectuais é antecipar-se aos acontecimentos para digerindo as informações apresenta-las àqueles que deles só tomariam conhecimento quando a fome e o frio viessem incomoda-los! Movimentações de protesto com número crescente de participantes (e cada vez mais inquietos!) tem grande poder e devem continuar e tão pacificamente quanto seja a nossa capacidade de resistir à violência. Os atos insanos, impensados, tomados de afogadilho para tentar distrair a atenção(como mais médicos em nova fase, permissão para abertura de Faculdades de Medicina, a torto e direito, retorno da CPMF, tratamento brutal aos estados em sua renegociação das dívidas, etc. e etc....)mostram que a presidente está perdida. Acabou !! A "ameaça da volta de Lula" mostra o desespero! Sim, falar, escrever, protestar pacificamente está dando resultado! Continue, estamos atentos!!!

Luiz JESUS .

Puggina, o Padre Paulo Ricardo é o apóstolo de Cristo dos tempos atuais, cuja cruzada é esclarecer o que está por detrás do PT e de todos os partidos socialistas. Aqui no Brasil não há, infelizmente, no plano político de fato, um partido que represente a proteção de nossos fundamentos como civilização ocidental: a ética judaico-cristã; a filosofia grega e o direito romano. O materialismo científico e ideias correlatos vem trabalhando há anos o marxismo cultural e que é a base de praticamente todos os partidos de esquerda. O grande desafio é que eles se agarraram ao poder e tirá-los democraticamente será o grande desafio da sociedade brasileira.

Aloir Fritzen .

O que vocês acham de este sem vergonha digo Lula querer volta em 2018 ?

Odilon Rocha .

Pois é, Professor. Mas, o que senhor acha, por favor nos ilumine, da frase do 'cara' que se sente livre, leve e solto para soltar um bordão de sentido cínico e metafórico "Voltei a voar", em BH, após a vibração petista, nos bastidores, diante do arquivamento do escancarado caso da gráfica VTPB, pelo PGR, e da confiança dos advogados do Marcelo Odebrecht, em sua soltura. Abraço

Robson Nunes Da Silva .

Pois é, amigos. Quando a tirania se impõe, a desobediência civil torna-se um dever. Calcula-se em trilhões o montante de dinheiro público desviado pelo PT e seus cupinchas. Dinheiro de sobra para comprar o Judiciário, o CN, as Forças Armadas e a grande mídia, a quadrilha já tem de sobra. As negociações há muito tempo já estão em curso. Portanto, não me convidem mais para marchas democráticas pedindo o impeachment. Elas são o que são: bonitinhas. Eles não vão sair sem derramamento de sangue ou sem rebelião popular. Pelas vias democráticas eu não acredito. Nem eles próprios acreditam, o que é pior. Como pode ser isso possível se tudo foi aparelhado? Agora, se quiserem me convidar para uma greve geral com marcha a Brasília e acampamento em frente ao STF ou ao CN, irei. E boicote geral às eleições de 2016 caso o TSE insista em manter apuração secreta e voto sem canhoto impresso. Menos que isso é pura perda de tempo, sinto dizer. E eu não estou mais disposto a perder meu tempo com essas bobagens. Protestos de boutique...

Gustavo Pereira dos Santos .

VADA A BORDO CAZZO. https://www.youtube.com/watch?v=hZSweqs3Aos

Antonio Fallavena .

Amigo Puggina Escrever verdades e análises concretas, infelizmente, não bastam para encaminhar-nos para dias melhores. O impressionante é que, embora com aprovação mínima, Dillma continua no poder e o povo esperando um milagre. A preguiça de ir ás ruas só não é maior do que a mental. No fundo, bem lá no fundo, boa parte da sociedade está contra o governo por estar sentindo reflexos, no bolso, e não por conhecimento, consciência e nacionalismo. Não desisti de continuar lutando, mas não tenho muitas esperanças de ver a canalhada na cadeia. Dos detentores da ética e do fazer política séria, agora transformados nos maiores vigaristas de nossa história, petistas e suas lideranças precisam ser responsabilizados, punidos e excluídos da vida pública. Não me contento com menos. Abraço fraterno. Antonio Fallavena

José Nei de Lima .

humildade é uma das coisas principais na vida de qualquer pessoa vivendo em Comunidade, por isso que nascemos com duas orelhas,dois olhos e uma boca nosso construtor da divina Vida Humana f]oi perfeito em odos os sentidos e nós não Aprendemos, como diz esta sigla I V O á Ignorância, á Vaidade e o Orgulho é destrói o Homem devemos ler e reler tudo que aprendemos, concordo de gênero e modo, meu caro Amigo, continua nesta leva, vamos plantar algumas sementes de Pensamentos Positivos o Brasil está precisando. Um grande abraço meu amigo boa semana.

Ismael Façanha .

O socialismo é uma tese romântica que empolga jovens e gente simples, mas, improdutiva, quando não destrutiva; ao ser aplicada nos trópicos latino americanos, afastando as elites naturais, sobrevém o caos social ao invés do sonhado "socialismo", pois ao tentarem instalar o paraíso igualitário, constroem o inferno dos gulags.

Juliano Nascimento .

Para que a colisão se torne completa é preciso deixar o navio (já condenado) nas mãos da oposição para que no momento pós naufrágio se diga " viu? a culpa foi deles!". O que virá depois é sua força dobrada .

Genaro Faria .

Prezado professor Puggina, seu texto é a crônica perfeita de um naufrágio anunciado. E vem ao encontro de uma tese na qual eu tenho insistido ad nauseam. O Brasil não está sendo arruinado pela incompetência, a desonestidade e insanidade dos petistas, seus partidos satélites e aparelhos sociais. Tudo segue fielmente o portulano da frota que tem Cuba como sua nau capitânia. O país embarcou nesse transatlântico porque desconhecia os planos traçados pelo Foro de São Paulo. Um ato de traição que faz de Calabar uma figura menor, da estatura de um moleque de recados. Até porque ele não traiu o Brasil, mas Portugal. Lula sim, este é o maior traidor da nossa história. E seu precursor, mais que antecessor, foi Fernando Henrique Cardoso, que sempre se gabou de ser o maior especialista em António Gramsci no Brasil. Mas essa é uma história que ainda precisa ser contada.

edson fidelsino soares gomes .

CARO PUGGINA OCORREM DOIS FATORES CRUCIAIS. PRIMEIRO A MENTALIDADE DA ESQUERDA DE QUERER PROMOVER A REVOLUÇÃO SOVIETICA NO TERCEIRO MUNDO EM 2010. FINANCIAR TODAS ESTAS OBRAS NO TERCEIRO MUNDO SEM RETORNO. SEGUNDO A IMPRENSA QUE NÃO DIVULGA A VERDADE NO PAÍS PELO FATO DE SER COMPRADA PELO SISTEMA. EXEMPLO , TODOS FALAM EM TAXA DE DESEMPREGO DE 10%. O QUE É SURREAL. BOLSA FAMILIA SÃO 15 MILHÕES. PARA FAZER UMA BOLSA NECESSITA-SE DE DOIS ADULTOS= 30 MILHÕES. A MÃO DE OBRA ATIVA É DE 100MILHÕES. PORTANTO O DESEMPREGO REAL É DE 40%.COM ESTES VALORES NUNCA COM GOVERNO NENHUM SAIREMOS DO BURACO.
1/2
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Artigos do Puggina