Puggina.org by Percival PugginaConservadores e Liberais

Artigos do Puggina

Voltar para listagem

EXPULSAMOS DEUS E NOS SURPREENDEMOS COM QUEM CHEGA...

por Percival Puggina. Artigo publicado em

 

 

 "Nossa Constituição foi feita para um povo moral e religioso. Ela é totalmente inadequada para qualquer outro". John Adam (2º presidente dos EUA).

 Sempre é bom lembrar que alguns anos antes dessa significativa afirmação, ao declarem a independência das colônias, os Founding Fathers, afirmaram sua crença em que os homens, "criados iguais", foram "dotados pelo Criador de certos direitos inalienáveis" e explicitaram entre esses direitos "a vida, a liberdade e a busca da felicidade". Afirmaram, também, a supremacia da sociedade sobre o Estado, "porque os governos são instituídos entre os homens", derivando seus poderes "do consentimento dos governados". Boa parte da solidez institucional dos Estados Unidos se deve a esses elevados consensos e perdurará enquanto eles resistirem ao severo ataque interno a que estão submetidos.

E nossa Constituição? Para que povo foi ela feita? Tão solenes princípios de nada nos acusam nestes turbulentos dias? Com eles, certamente, teríamos evitado a atual alienação da nação ao Estado e a dupla apropriação que nele ocorre - a apropriação desde o topo pelo patrimonialismo casado com a corrupção e a apropriação interna promovida pelos corporativismos. Na conjugação de ambas, a soberania popular se converte em servidão.

Alguém não sabia o que havia no fim dessa estrada? Pode o dependente químico queixar-se da droga ou denunciar o traficante com base no Código de Defesa do Consumidor? Pois é algo muito parecido o que está acontecendo com a sociedade brasileira em relação à sua representação política. Todos os pilantras, picaretas e negocistas que infestaram a política nacional de modo crescente ao longo dos últimos anos prosperaram na carreira criminosa tapados de votos populares. Fizeram suas mal havidas fortunas a olhos vistos. Muitos, aliás, chegaram em Brasília de ônibus, vindos dos grotões, pés encardidos, calçando sandálias. E foram protagonistas da mais vertiginosa ascensão social de que se tem notícia. Em cada uma de suas páginas, os jornais trazem exemplos dessa produtiva combinação de desmazelo social, irresponsabilidade cívica e enriquecimento criminoso.

De tanto brincarmos com tudo que é sério, o Brasil virou uma grande zorra. Fazemos piada de Lula. E o elegemos. Fazemos piada de Dilma. E a elegemos. Assistimos as tropelias do MST e tratamos com deferência seus protetores nos poderes do Estado. Consideramos charmosamente moderna a fabricação de conflitos étnicos, de sexo, de classe, de cor da pele, de gerações. Acreditamos quando alguns vigaristas intelectuais nos dizem que é feio ser liberal ou conservador. Silenciamos, constrangidos, quando políticos e comunicadores são benevolentes com a criminalidade e severos com a polícia. Delegamos a educação de nossas crianças às escolas e aceitamos que estas sejam entregues a militantes políticos. Assinamos, assistimos e prestigiamos veículos de comunicação que influenciam negativamente a sociedade. Estamos vendo o PT apoiar ditaduras de esquerda em Cuba e Venezuela e permanecemos passivos quando nos lecionam sobre golpismo, Estado de Direito e democracia... Somos tolerantes com as imposições e os achaques de minorias locais organizadas. Achamos decente endividar-se o país e indecente o pagamento dessa dívida. Afastamos Deus de tudo que seja público e nos espantamos com quem chega, operoso, para ocupar o espaço. Dá ou não vontade de dizer bem feito?


________________________________
* Percival Puggina (72), membro da Academia Rio-Grandense de Letras, é arquiteto, empresário e escritor e titular do site www.puggina.org, colunista de dezenas de jornais e sites no país. Autor de Crônicas contra o totalitarismo; Cuba, a tragédia da utopia; Pombas e Gaviões; A tomada do Brasil. integrante do grupo Pensar+.

 

Compartilhar

Comentários

Sincero Milton .

Muito bom. Até quando desmancharão um país pra que eles mesmos, esquerda torta, prevaleça?

Dalton C. Rocha .

Em resumo: 1- Se Alá existe, tudo é permitido. 2- A esquerda trocou Marx por Maomé. 3- Todo povo que deixou de crer em Deus, passou a adorar a Alá. Exemplos: Iraque, Síria, Egito, Argélia, Marrocos, etc. 4- Como já dizia Fyodor Dostoyevsky ( 1821 - 1881): “O homem é tão vazio, que tal vazio só pode ser preenchido por Deus.” Sobre este assunto, veja estes videos: https://www.youtube.com/watch?v=0K3n7cJvv7Y , https://www.youtube.com/watch?v=xnYvmYCqw_I&t=862s e https://www.youtube.com/watch?v=IHu-o5pAnNo&t=4s

Paulo .

Muito bom o texto. Na mosca!

Genaro Faria .

"Quando os homens deixam de acreditar em Deus, não quer isso dizer que eles não acreditem em mais nada; quer dizer que eles passam a acreditar em tudo." (G. K. Chesterton) Não admira, pois, que eles acreditem que criminosos, terroristas, sequestradores e agitadores profissionais treinados pela mais sanguinária e cruel ditadura do hemisfério - Cuba - sejam paladinos da justiça social, abnegados defensores da moralidade pública, enfim, "heróis do povo brasileiro". Escandaliza o que o chefe da quadrilha postou em seu twitter: "Com todos os defeitos que nós temos não existe nada parecido com o PT em nosso país"? Pois eu concordo com ele: nem o Comando Vermelho (CV) e o Primeiro Comando da Capital (PCC) chegam aos pés do PT.

João Carlos .

Enquanto as pessoas de bem se calam, os crimonosos vão avançando. Felizmente , temos você e muitos outros combatentes. O mal não prevalecerá.

Alexandre .

Exatamente, Sr Puggina, Deus é um Cavalheiro. Se O deixamos de fora e lá ficará.

Rodrigo .

Recomendo a leitura do interessantíssimo artigo do professor Alan Ghani no site da Infomoney de 26/08/2016, intitulado "Por que George Soros financia movimentos de esquerda? Entenda". Ao ler esse bem fundamentado artigo, tive a real compreensão do que move as esquerdas brasileiras, suas bandeiras espúrias como feminismo, abortismo, ideologia de gênero, defesa de bandidos, legalização das drogas, desarmamentismo, etc, bem como os constantes ataques aos chamados valores da civilização ocidental, alicerçados na cultura judaico-cristã. Vale a pena ler. Para conseguir compreender os reais motivos, quem de fato financia essa patota toda da esquerda e suas ONGs fajutas, quais seus reais objetivos e, principalmente, como combater seus operadores. Afinal, está na Bíblia: "E conhecereis a verdade, e a liberdade vos libertará". Até ler esse artigo, eu combatia essa gente no escuro. Agora, sei com quem estou lidando.

Felipe Santos .

Todo o mundo condenou as atitudes de Maduro (não sei como ainda não caiu do pé, de podre), mas teve uma única voz que o apoiou, e adivinha se não ia ser do brasil - a bonitinha, mas ordinária Gleisi Hofman, e a tradicional escumalha. Se amam tanto a Venezuela, não há como os mandarmos pra lá com passagem só de ida?

Felipe Santos .

Todo o mundo condenou as atitudes de Maduro (não sei como ainda não caiu do pé, de podre), mas teve uma única voz que o apoiou, e adivinha se não ia ser do brasil - a bonitinha, mas ordinária Gleisi Hofman, e a tradicional escumalha. Se amam tanto a Venezuela, não há como os mandarmos pra lá com passagem só de ida?

jujutosta .

Estavam no carnaval

Dalton C. Rocha .

"O comunismo não é um sistema: é um dogmatismo sem sistema — o dogmatismo informe da brutalidade e da dissolução. Se o que há de lixo moral e mental em todos os cérebros pudesse ser varrido e reunido, e com ele se formar uma figura gigantesca, tal seria a figura do comunismo, inimigo supremo da liberdade e da humanidade, como o é tudo quanto dorme nos baixos instintos que se escondem em cada um de nós." > http://conservadores.com.br/o-anticomunismo-de-fernando-pessoa/ “Eu me pergunto sempre: “Quais são as pessoas que curtem a esquerda e, em espécie, o comunismo?” Geralmente os fracassados, aqueles que nunca iriam conseguir chegar onde sonhavam sem a ajuda de uma corrente política que precisa de acólitos. Tem gente que trabalha, estuda e ganha uma fortuna no meu pais. Esses geralmente, nem querem saber de política, na verdade não tem tempo para isso. Assim como tem gente que, não importa em que sistema eles viveriam, sempre vão se constituir no lixo da sociedade: alcoólatras sonhadores, preguiçosos, ladrões, bandidos. Toda essa a última categoria é o grosso do que se chama de “turma proletária*” mas não tem nada a ver com proletariado. É, na verdade, o esgoto da sociedade, a sujeira que fede de qualquer jeito à pobreza, ao medo e à covardia.” > http://minutoprodutivo.com/internacional/entrevista-medico-romeno-conta-como-era-viver-num-pais-socialista "Porém o suprassumo da cretinice é contestar a fidelidade de Lula ao comunismo mediante a alegação de que é um larápio, um corrupto. Qual grande líder comunista não o foi? Qual não viver como um nababo enquanto seu povo comia ratos? Qual partido comunista subiu ao poder sem propinas, sem desvio de dinheiro público, sem negócios escusos, sem roubo e chantagem?" > http://www.dcomercio.com.br/categoria/opiniao/el_mayor
1/1
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Artigos do Puggina