Puggina.org by Percival PugginaConservadores e Liberais

Artigos do Puggina

Voltar para listagem

NÃO PODEMOS ESMORECER!

por Percival Puggina. Artigo publicado em

Nos anos 60 a 64, houve uma acirrada batalha ideológica no Brasil. A política era debatida no campo das ideias e o comunismo ganhava crescente espaço entre os estudantes. Entidades estaduais e nacionais eram disputadas palmo a palmo e constituíam imagem visível da Guerra-Fria. Lembro-me que, em fins de outubro, na sede do R.U. (Restaurante Universitário da UFRGS) as paredes se cobriam de cartazes e faixas comemorativos do aniversário da Revolução Bolchevique. Era o outubro vermelho da moçada que se deixara seduzir pelas arengas de Leonel Brizola, pelo sucesso dos rebeldes de Sierra Maestra e pelo amplo movimento internacional de solidariedade a Cuba (mal sabiam eles o que estava tendo início naquela infelicitada nação).

 Em 1961 surgiu a POLOP (Organização Revolucionária Marxista Política Operária), como dissidência do PCB. Em 1962 foi constituída a organização intersindical CGT (Comando Geral dos Trabalhadores) e, no mesmo ano, nasceu a Ação Popular, aglutinando a esquerda cristã formada na JUC e na Ação Católica. Essas e outras organizações, depois de 1964, iriam para a clandestinidade e dariam origem à uma centena de movimentos e conciliábulos guerrilheiros e terroristas.

 Algumas entidades que surgiram para produzir formação necessária à luta ideológica e cultural de resistência ao comunismo viveram poucos anos e deixaram má fama, acusadas de receber recursos financeiros de empresas norte-americanas e da CIA. Por outro lado, quando o governo Goulart caiu em 1964, acreditaram os defensores das liberdades democráticas que os perigos do comunismo estavam afastados e foram tratar da própria vida. Enquanto isso, nos bastidores, ano após ano, teve sequência o trabalho de infiltração e ocupação de espaços, de formação de quadros, de organização da massa; continuou o lento e sutil aparelhamento das instituições de ensino, das cátedras, dos cursos de formação para o magistério; desenvolveu-se a ocupação das redações dos veículos de comunicação, do ambiente cultural e dos seminários de formação religiosa. Assim, quando o país se redemocratizou, estávamos a um passo de dedo para que, em apenas cinco anos, um partido de massas como o PT já disputasse, com força, a presidência da República.

 Desnecessário falar sobre os 12 anos de governo petista. Nós, que percebemos para onde ele vem conduzindo o Brasil, não devemos supor que uma possível derrota do governo nas urnas do dia 26 equivalha ao desmonte da máquina que está em operação no país, destruindo reputações, manipulando a sociedade, comprando votos e gerando violência. No governo, o PT desgoverna, na oposição, não deixa governar.

Portanto, precisamos unir forças e, sem esmorecimento, prosseguir trabalhando para informar e formar a consciência política da sociedade, dando vitalidade aos valores de uma sólida democracia constitucional. Sem democratas, tudo que se consegue é um arremedo de democracia. E as rãs de Esopo logo estarão pedindo um rei. Uma possível vitória oposicionista em 26 de outubro é apenas o começo de um trabalho que inicia com meio século de atraso.
 

Compartilhar

Comentários

Rafael .

Não se enganem, por traz de Aécio está FHC, comunista há anos e financiado pelos globalistas.

Davi Albuquerque .

Ótimo texto, Puggina! Esta é uma das preocupações que tenho no momento, que se subdivide em três. Pensando na hipótese de Aécio vencer, fico pensando no que os petistas fariam com o país no final deste ano até passar a faixa da presidência. Depois, o tucano pegará um governo totalmente falido e endividado, precisando tomar medidas drásticas para manter o país, fazendo com que parte da população fique insatisfeita, bem como os petistas usem isso como arma contra o PSDB. Finalmente, após os quatro anos do governo de Aécio, os petistas retornam de maneira 'triunfal', bradando suas mentiras comunistas e convencendo o povo mais uma vez. Isso fará com que haja um retrocesso total, já que caso percam o poder agora e retornem, acredito que os petistas nunca mais sairão, apelando para medidas autoritárias, populistas e afins. É preocupante o futuro de nosso país...

Ellen Lages .

Exatamente como eu venho pensado há algum tempo. Uma vitória de Aécio, não é nada, ante a rede de infiltração montada pelo PT. É necessário união e organização. E quando penso assim, lembro -me do senhor. Há muito trabalho, precisamos estar alertas o tempo todo, precisamos de organização. Sem esta, será muito difícil reverter este quadro gravíssimo em que nos encontramos!

Vanderlino H Ramage .

O ex-presidente da França François Mitterrand, dizia, "na juventude começamos na extrema esquerda, na idade avançada acabamos na extrema direita". Nos anos 60 era moda ser "comunista". O que aqueles jovens, nunca fizeram (vale para os comunistas de hoje como Chico Buarque e outros), foi cortar cana em Cuba. Maria do Rosário, C. Buarque, Lula, Dilma, Dirceu etc, não mandam seus filhos estudar em Cuba, mas na Europa, e também não compram apartamentos em Havana, mas em Paris. Assim é bom ser comunista. Fizeram da militância um meio de vida. Aliás pergunte quantas aposentadorias cada um têm? Gostam do comunismo mas adoram as delicias do capitalismo!!!!!

Ismael Façanha .

Faz falta um partido/movimento CENTRO CRISTÃO, reunindo católicos e evangélicos em uma mesma cruzada anticomunista e antijihadista. A vitória do Aécio começou naquele último debate da Globo, quando a Dilma cometeu a besteira de ofender os brios do oponente, atingindo a família dele com acusações de nepotismo e favorecimento do avô; o mineiro enrubesceu de raiva, - levar sermão logo de quem! - a partir daí abandonou aquele simpático sorriso que trazia desde os debates do primeiro turno, para assumir a atitude aguerrida que fez a oponente balançar nas cordas, já no debate do SBT; ela não deveria ter cutucado a onça com vara curta, pensando tratar-se de um doce gatinho mineiro, e muito menos jogar pedras no telhado alheio, tendo de vidro, e ordinário, o seu.

Dante Ignacchitti .

Caro acadêmico Puggina. Como sempre, discorre com clareza, objetividade, concisão e eficácia. Divulgarei este seu magistral texto acima como a síntese perfeita da situação atual. E lembrando os internautas: O Socialismo, Esquerdismo ou Comunismo são a mais perversa, hedionda e cruel forma de perverter as naturais relações sociais e econômicas entre os homens e destruir a individualidade das pessoas; são invenção de pessoas com graves deformações de personalidade, conduta ou de visão do mundo. São sistemas mantidos, desde seus princípios, por homens avessos ao trabalho regular, à rotina laboral, à hierarquia natural entre os seres humanos, estabelecida pela própria Natureza; seus criadores e seguidores foram e são pessoas capazes de matar toda uma geração, a título de uma pretensa e imaginária felicidade para as gerações futuras; são homens que nunca criaram valores morais ou empregos, ou produziram bens e serviços para seus semelhantes; são pessoas frias, que consideram as demais simples “massas” a serem moldadas de acordo com o que pensaram e decidiram ser melhor para a humanidade; são deformidades humanas que devem ser combatidas sem tréguas, permanentemente, como devem ser combatidos os vermes, as bactérias, os vírus e todos os vetores de doenças infecto-contagiosas e malignas. São isso que estamos vendo e ouvindo há muito tempo: mortos-vivos, zumbis homogêneos, robôs produzidos em série, sem personalidade. Por isso só chamam as pessoas de “as massas”.

pedro azevedo nunes de carvalho .

Puggina, o Brasil está acordando, e se o Aécio vencer, será uma batalha vencida nesta reação que começa a ser executada pelas pessoas de bem, mas todas as forças deverão ser alinhadas nesta luta continuada e no desmascaramento dessa esquerda vagabunda e criminosa que tomou conta do país e que também está destruindo a América Latina, e o Brasil terá um papel muito importante no continente e finalmente terá encontrado o seu papel na história!

Nilton F. R. Hack .

Não tenho dúvida que se a oposição vencer no próximo domingo enfrentará dificuldades enormes. O primeiro cuidado deverá ser com a escola e esta está sucateada, basta ver os comentários feitos, principalmente pelos petista, na internet. Quem acessar http://www.youtube.com/watch?v=dXc2544ztFE terá uma idéia da situação escolar atual.

Juan I. Koffler A. .

Caríssimo Puggina: Você relatou com a usual maestria que lhe é peculiar, a época em que eu chegava ao Brasil, fugindo da perseguição comunista no meu país (Argentina). Mais precisamente, chegava a Porto Alegre, num trem que partira de Santana do Livramento. Vinha "disfarçado", mas com meus documentos regulares. A recepção gaúcha foi tão amistosa que ali passei a residir, casei e tive uma filha (que me deu dois belíssimos netos). Integrei-me de imediato à contrarrevolução (serviço de inteligência) para atuar no meio estudantil, aquele que você cristalinamente desenha em seu texto. Não foi um trabalho fácil, pelo contrário; rendeu-me muitos momentos de tensão, mas consegui vencê-los. Hoje me orgulho desse meu trabalho (que fiz associado ao combate às drogas, com incondicional e ostensivo apoio do saudoso deputado Hugo Mardini, grande parceiro). Parabéns, novamente, por seu didático artigo. Precisamos de mais Puggina's em nosso País, para saneá-lo e reconstruí-lo em bases sólidas e integralmente democráticas. Fora Dilma! Fora PT! Devolvam-nos nossa pátria e fujam daqui, pois a hora de vocês está chegando!

abrahao@mercatur.com.br .

Caro Puggina, Conhecimento e informação precisa. De fato, mesmo ganhando não estaremos livres do pesadelo. É necessário que as pessoas de bem saiam de sua apatia e defendam os valores da civilizacao ocidental. O Brasil não pode mais tolerar o ridículo de suas posições nos fóruns internacionais. O Aécio tem que se cercar das melhores cabeças que o nosso pais possui para recriar os fundamentos que nos tornarão dignos cidadãos novamente Abraço Abrahão7

Rene DE Conto .

Já não sei, talvez sejamos incapazes de eleger nossos governantes, afinal não somos Japoneses nem canadenses, somos brasileiros. O Brasil tem potencial para ser o pais mais rico da terra, mas somos Brasileiros, burros e nosso trabalho pouco produz, comandados por um cachaceiro analfabeto, uma guerrilheira, assaltante desajuisada e anti-cristã e toda a gangue. OS militares fizeram o serviço pela metade, o câncer não foi extirpado e agora crescido como esta, acho difícil a solução, mesmo perdendo as eleições eles estão presentes em todos os buracos. Não tenho medo do Sr. Puchina nem do Bolsonaro, mas tenho medo dos PT, eles ate matam se preciso for. Eles deveriam ser tratados de forma eficaz, e não me venham com conversa de pessoas de bem. Numa batalha, como se trata o inimigo? Fogoneles................(sim eles são do mal, são inimigo das pessoas)

SAULO DOS SANTOS .

Não é a toa que votei no Puggina quando ele se candidatou...

Joel Robinson .

Voce pode ter certeza , Puggina que se o PT for varrido do poder, o que vão fazer os ccs antes de sair dos ministérios e dos outros cargos. Vai se ruma devastação dos PCs e HDs e dos documentos. o MP tem que estar atentos pois vai ser terrivel. Quem avisa amigo é.

Odilon Rocha .

Prezado Professor Puggina Sobre o que expusestes, esmorecer, jamais! O trabalho é de tal magnitude que até Hércules desistiria. Já viste uma mula burra empacada? E uma mula burra empacada no atoleiro? Ruim, não? E uma, bem mais burra, empacada no atoleiro, que só sabe mexer as patas esquerdas? Para não ser injusto com a pobre mula, as direitas até se movem, lentamente, meio trêmulas, depois de uma vigoroso estalido de rebenque. E ainda assim... . Dizem que é defeito de nascença! Eu não concordo. É porque ficou mal acostumada por se criar deitada em estábulo esplêndido. Abraço

ETELVINO PILONETTO .

O comentario do Leonardo Azambuja, só expor a verdade.
1/2
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Artigos do Puggina