Puggina.org by Percival PugginaConservadores e Liberais

Artigos do Puggina

Voltar para listagem

O PT AGITA A MARÉ VERMELHA DO FORO DE SÃO PAULO

por Percival Puggina. Artigo publicado em

 

 Quem pensou que o Foro de São Paulo perderia força com suas derrotas na Argentina, Paraguay, Honduras e os escândalos no Brasil, deveria dar uma lida nas resoluções do seu 23º Encontro, encerrado em 18 de julho, em Manágua.

 De sua leitura se depreende que "democracia", na perspectiva dos partidos do Foro, é o que acontece quando, através deles (que tolos não são), seus militantes em camisas vermelhas, identificados como "o povo", exercem o poder. Alinhadas com Antonio Gramsci, essas legendas reservam para si os papéis de novos Príncipes de Machiavel. E vivem como tal, que ninguém faz revolução para passar necessidade, não é mesmo, senadora Gleisi Hoffmann?

 Não surpreende, portanto, que persista, mesmo sob o sol dos fatos, o apoio desses partidos ao regime venezuelano. "Em respaldo à luta do povo venezuelano e defesa da Revolução Bolivariana" o FSP se declara em "estado de alerta e Sessão Permanente". Todas as tropelias, todos os mortos, toda a miséria causada encontra justificação na causa política.

Ninguém no Brasil, fora do estreito círculo de extremistas concentrados no PT e nas pequenas legendas que com ele pegam carona, haverá de negar a completa ruptura do país vizinho com a democracia e com o estado de Direito. A Venezuela faliu sob a estupidez de um governo comunista e seu povo está sendo executado nas ruas, por ordem de um ditador que arroja milícias e polícias contra multidões desarmadas. Mas para obscurecer a realidade, a declaração final do 23º encontro recomenda às militâncias virtuais e aos professores que vinculem "o estudo de História com a Teoria Revolucionária, para dar batalha na luta das ideias, que é a mais importante das lutas revolucionárias". Conforme o meu artigo "Por que tantos professores de História são comunistas?", danem-se os fatos!

Nesse cenário, durante a reunião do Foro, a senadora Gleisi Hoffmann, assim se expressou:

“O PT manifesta seu apoio e solidariedade ao governo do PSUV, seus aliados e ao presidente Nicolás Maduro frente à violenta ofensiva da direita contra o governo da Venezuela e condenamos o recente ataque terrorista contra a Corte Suprema. Temos a expectativa que a Assembleia Constituinte possa contribuir para uma consolidação cada vez maior da revolução bolivariana e que as divergências políticas se resolvam de forma pacífica."

Essa farsa constituinte - denominada por Maduro "comunitária e chavista" - que o PT defende para a Venezuela está urdida de tal maneira que a oposição, mesmo com 80% da opinião pública, não vai compor maioria porque a regra definida, meio distrital majoritária, meio sei-lá-o-quê, o impedirá: dos 540 constituintes, 176 serão eleitos entre movimentos sociais controlados pelo chavismo; as grandes cidades, onde se concentra a maior parte da população e onde haveria votos universais suficientes para derrotar o chavismo, elegerão apenas dois representantes, de modo que por mais votos que o candidato oposicionista faça, sempre se elegerá um chavista em segundo lugar. É uma regra para perder e, assim mesmo, vencer. Com as bênçãos do petismo.

Se você não se sente ameaçado com isso, alarmado com isso e não dá importância a isso, assista este vídeo sobre a violência que grassa na Venezuela de Maduro. E se lhe parece pouco, pondere esta frase proferida pelo ditador no dia 27 de junho:

"Si Venezuela fuera sumida en el caos y la violencia y fuera destruida la Revolución bolivariana, nosotros iríamos al combate, nosotros jamás nos rendiríamos y lo que no se pudo con los votos lo haríamos con las armas, liberaríamos nuestra patria con las armas".

Resumindo, o que o PT, através de sua presidente, apoia na Venezuela é: 1º) uma constituinte inventada para compensar a perda de apoio popular e a derrota na eleição parlamentar; 2º) uma regra eleitoral que permitirá ao governo vencer mesmo sem votos universais suficientes; 3º) uma sentença do ditador determinando que vai às armas (e ele tem todas) se ainda assim for derrotado.


________________________________
* Percival Puggina (72), membro da Academia Rio-Grandense de Letras, é arquiteto, empresário e escritor e titular do site www.puggina.org, colunista de dezenas de jornais e sites no país. Autor de Crônicas contra o totalitarismo; Cuba, a tragédia da utopia; Pombas e Gaviões; A tomada do Brasil. integrante do grupo Pensar+.

 

Compartilhar

Comentários

Anita M. S. Driemeier .

A grande liderança do torpe ignácio na américa latina, deveu-se aos rios do nosso dinheiro que ele investiu, que doou, que deu aos governos socialistas! Creio que a liderança morreu! O "conversê" idiota da Amante não será suficiente para alimentar mais nada junto a esses ditadores malucos! Terão vida curta, o que não impedirá o sofrimento do povo que foi levado pelo cabresto! Cuidemos do Brasil, pois por aqui o poder continua em mãos muito sujas!

Aureo Nobre .

Enquanto o PSDB respirar, o PT não morre.

Dalton Catunda Rocha .

"Lula entrará para a história como o grande salvador e unificador não só da esquerda brasileira, mas do movimento comunista latino-americano, que sem ele teria ido para a lata de lixo na década de 90, como bem observou o comando das Farc em mensagem enviada ao décimo-quinto aniversário do Foro de São Paulo. Lula pode não entender grande coisa de economia marxista, mas em matéria de estratégia e tática foi o maior dos maiores, um autêntico mestre da duplicidade dialética . Chegou ao cume com uma habilidade impressionante, que o próprio Lênin aplaudiria, e cumpriu seu papel na transição revolucionária, instaurando a hegemonia, a concentração poder político e econômico e o aparelhamento do Estado. Quem, na América Latina inteira, conseguiu fazer mais?" > http://www.dcomercio.com.br/categoria/opiniao/el_mayor

Felipe Santos .

Logo, logo, esse Maduro terá o destino que merece. Lembrando que Khadafi também mandou na Líbia por mais de 20 anos, até ser desentocado do palácio, levado uma surra e executado a tiros no meio da rua. Ao menos caiu a máscara do PT: realmente queriam transformar o brasil na venezuela.

josé rudi schnorr .

A Senadora PTista Gleisi , agora Presidente dos Petralhas, envolvida até as ventanas em escândalos junto com seu marido, defensora da bagunça instalada na Venezuela, não têm o mínimo de pudor ao apoiar o regime Bolivariano chefiado pelo ditador Maduro e que consome o povo Venezuelano ao ponto de lhes faltar o básico para viver. O Brasil tem que varrer em definitivo gente como Gleisi que não me representam nem na boca da latrina.

Flauri Migliavacca .

Sempre magistral seus textos Percival..... Realmente impressiona ainda a quantidade de Venezuelanos apoiando este canalha filho do Chaves. Eu ainda penso o porquê desta gente do PT no Brasil, Gleise Hoffmann e cia ltda apoiando uma ditadura espúria destas do Maduro, se dizendo que a direita tenta tomar o poder.......Com todas as prateleiras de super mercados vazias.......como conseguem comida os que apoiam o maduro? Ou estes tem comida a vontade? Será que a comunidade internacional não vai ferir a alma deste Ditador desgraçado? Parabéns aos seus textos Puggina.....Abraços

Joma Bastos .

Temos o Brasil virado às avessas, em que o presidente Temer só tem apoio de 6% da população, mas no entanto lá continua a desgovernar o país. O comunista do PT e o seu "associado" PMDB(aonde estava integrado o pró-comunista Temer), desgovernaram e destruíram economicamente e socialmente o país durante 14 anos, conseguindo construir algo parecido com uma ditadura comunista. E o pró-comunista Temer continua a desgovernar e a destruir o país. No total, o programa Mais Médicos criado pelo PT com o apoio do PMDB, conta com cerca de 18.000 médicos, entre cubanos, brasileiros e de outras nacionalidades. Eles trabalham em mais de 4.000 municípios e 30 distritos indígenas. A bolsa dos profissionais que atuam no programa Mais Médicos é de aproximadamente R$ 11.520. Os médicos cubanos ficam com pouco mais de R$ 2,9 mil. O restante é enviado a Cuba. O auxílio moradia e alimentação pagos a todos os profissionais do Mais Médicos alocados em áreas indígenas é de R$ 2.750. Estamos diretamente a financiar Cuba com o programa Mais Médicos. E o atual executivo e legislativo lá continuam a apoiar Cuba, com aproximadamente quinze milhões de reais mensais deste programa. Os partidos comunistas do Foro de São Paulo foram apoiados diretamente pela maiores empresas deste Brasil e continuam sendo apoiados pela atual governação através da operação Mais-Médicos, através de empresas corruptas pró-comunistas, através da Rússia tal como são apoiados os governos de Cuba, Uruguai, Bolívia, Equador, Nicarágua e Venezuela. Atualmente na Câmara, no Senado e no governo, a maioria dos políticos estão "abandonando seus partidos" e juntam-se ao PCU (partido dos corruptos unidos), unidos contra a Justiça e unidos contra o Brasil. Este Brasil com a política de capitalismo de estado, vem desde sempre sendo uma redoma demasiado protecionista e nada aberta para com o investimento diversificado nacional e internacional. Se o Brasil trabalhar para um livre economia de mercado e reduzir o Estado ao mínimo, em poucos anos e com o resultado de investimento privado nacional e internacional, será auto-sustentável, um grande exportador e uma das maiores potências econômicas do mundo. Portanto, nada de ser subserviente a nenhuma potência mundial, qualquer que seja ela. Há que acabar com a pobreza e o subdesenvolvimento. Quanto mais e melhor educação acadêmica, saúde, saneamento básico, infraestrutura logística e desenvolvimento tivermos, mais rapidamente os comunistas irão perder terreno e força partidária. Para acabar com esta sangria das riquezas brasileiras e com o exagerado aumento da dívida pública, há que acontecer uma Intervenção cívica Constitucional, criar um governo provisório de preferência militar para evitar violência, e dar uma renovada cirúrgica na atual Constituição. Há que lembrar que a Constituição tem vindo a ser rasgada ao longo de todas as desgovernações. Temos no Brasil muitas pessoas apartidárias anti-comunistas, com excelentes capacidades e defensores de uma livre economia de mercado, para darem uma caprichada revisão na Constituição de modo que esta nos livre das hostes comunistas que estão a depredar o Brasil.

Genaro Faria .

O comunismo não será derrotado enquanto suas doutrinas e seus métodos não forem desmascarados como uma farsa e uma apologia ao crime. E substituídos pelas práticas, normas e princípios que o comunismo pretende abolir da civilização. Isso implica eliminar o marxismo das mentes e dos corações das pessoas que muitas vezes nem sabem que já foram, há muito, contaminadas por ele. Só se vence aquilo que se substitui. E por isso os comunistas tanto se empenham em atacar a família, a religião e o direito que formaram a nossa civilização, contando, para tanto, com os traidores que se infiltraram nos meios religiosos, artísticos e de comunicação de massa. É preciso "drenar o pântano".

Juan Koffler .

Perfeito, claro, lúcido e direto ao ponto, meu caro Puggina. Felicitações! Vou reproduzir à exaustão em todos os meus canais. De minha parte, digo-lhe que parece-me já haver passado a hora de se tomarem atitudes drásticas e terminativas contra esse ditadorzinho de meia tigela, aloprado, ensandecido. Sinceramente, não consigo entender por que os organismos internacionais nada fazem para dar um basta nessa perversa insistência comunista em querer dominar o mundo. A democracia é majoritária e supera em muito as hostes comunistas assassinas. Por que, então, ainda não se deflagrou uma luta sem quartel contra esses endemoniados homunculos celerados? Bastaria cortar-se as cabeças dessa infame e venenosa cobra de várias cabeças, de forma drástica, sem direito a qualquer defesa, sumária. Me perdoe, mas vejo interesses escusos por trás dessa criminosa permissividade mundial às raias do conivente. Eis minha triste convicção. Um ótimo fim de semana e parabéns, novamente!

Jonny Hawke .

Como sempre digo, agora o maior desejo do PT é tomar o poder no estilo Stálin e Fidel. Só não contava que a maioria do povo pegou nojo das suas idéias.

Luiz Pimentel Pereira .

E pensar que um governo tendo um crápula (Maduro) a frente, é defendido pelo PT et caterva... É o fim da picada! A propósito, será que se a população tivesse o direito direito ao porte de arma chegaria a esse ponto?
1/1
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Artigos do Puggina