Puggina.org by Percival PugginaConservadores e Liberais

Artigos do Puggina

Voltar para listagem

O SILÊNCIO É A VOZ DAS DITADURAS

por Percival Puggina. Artigo publicado em

 

 Quer dizer, senhores ministros, senhores congressistas, senhores da imprensa, que democrático, no seu ponto de vista, é o mal nascido e mal criado “Inquérito do fim do mundo”, ilimitado nos objetivos e raivoso na condução, sem limites, sem borda e sem tampa?

Quer dizer que democrático é o explosivo coquetel ideológico dos grupos Antifa, só porque proclamam, contra os fatos e a história, ser “pela democracia”, apesar de justificarem a violência que habitualmente praticam?

Quer dizer que democrático é o senador Davi Alcolumbre, com conivência da Casa que preside, sentar-se sobre os insistentes pedidos de impeachment contra ministros do STF? Será por democrática simetria que um terço dos senadores é investigado ou responde ação penal no STF em processos que se arrastam a passos de jabuti, enquanto o inquérito das fake news, que interessa particularmente ao STF, anda a galope?

Quer dizer que usar a mão pesada do Judiciário para inibir as manifestações populares de desagrado com a conduta belicosa do STF é conduta democrática?

Quer dizer que o ministro Celso de Mello se credencia como magistrado guardião da democracia e do equilíbrio quando compara o Brasil à Alemanha de Hitler e afirma que bolsonaristas “odeiam a democracia" e pretendem instaurar uma "desprezível e abjeta ditadura"?

Quer dizer que democrático é o silêncio das ruas bloqueadas para evitar manifestações populares diante de um Congresso Nacional omisso, surdo aos legítimos anseios expressos nas urnas de 2018?

Quer dizer que é antidemocrático apontar a chantagem com que parlamentares de má fama constrangem o governo?
Quer dizer que é antidemocrática a inconformidade popular com o fato de o Congresso, em um ano e meio, não haver votado a PEC que permite a prisão após a condenação em segunda instância? Será, então, democrático desatender a esse clamor pelo fim da impunidade determinada por uma preceito que só agrada bandidos e seus advogados?

Será democrático o STF quando, em eloquentes votos, rejeita o ideário conservador e liberal que venceu a eleição presidencial?

Será democrático o STF preservar a mentalidade política e as posições ideológicas próprias da era Lula, quando a maioria da nação já lhe disse não nas urnas?

Serão democráticos, por fim, o doce e dolente sossego dos poderosos, o monótono papaguear da grande imprensa, embalados pelo silêncio da sociedade? Mas não é esse desejado silêncio a própria voz das ditaduras?

_______________________________
* Percival Puggina (75), membro da Academia Rio-Grandense de Letras, é arquiteto, empresário e escritor e titular do site www.puggina.org, colunista de dezenas de jornais e sites no país. Autor de Crônicas contra o totalitarismo; Cuba, a tragédia da utopia; Pombas e Gaviões; A Tomada do Brasil. Integrante do grupo Pensar+.

 

Compartilhar

Comentários

ODILON ROCHA .

Caro Professor Excelente rol de lúcidos questionamentos. Na minha modesta opinião, creio que todos os onze luminares sabem a resposta. A mesma, nossa.

Fred oliveira .

Que mais vozes e penas se apresentem para mostrar aos que conspiram contra i governo legitimo que uma multidão apoia o governo conservador e que estamoanatentos ao que ocorre no Brasil. Parabéns pelo texto, professor

Donizetti Oliveira .

No Congresso poucos conhecem o verdadeiro ignificado de Democracia, no STF ninguém.

J C Mintegui .

Excelente, meu amigo. Parabéns!

Leo Boehl .

Texto maravilhoso, elucidativo. Os senhores ministros do STF deveriam ler. Lamentável ficarmos sem respostas. Já é hora de soluções.

Wilson .

Excelente texto professor Puggina. Pena que a mídia convencional não está interessada em repercutir verdades.

Wagner Carvalho .

Meu querido amigo e guerreiro, vossas palavras ressoam nossos anseios de liberdade, parabéns por suas notáveis colocações.

João Jesuino Demilio .

Faço das suas, minhas palavras!Lúcido e ponderado!

Heitor Inacio Reckziegel .

Concordo e venho aqui buscar conhecimento para reforçar meus conceitos de liberdade , justiça e democracia, cujos argumentos rstão muito bem colocados!! Obrigado por compartilhar sua sabedoria! Abraço

Sueli Gutierrez .

Artigo excelente .Quem nos dará essas respostas? Estamos cansados de assistir e ter que engolir essas decisões monocráticas e maquiavélicas contra o Presidente e contra o povo.

Menelau Santos .

Havia uma anedota antiga sobre alguém que manifesta o desejo de ir embora da Hungria, na época da "cortina de ferro": --- Pra onde deseja ir, pergunta a autoridade. --- Para os Estados Unidos. --- Por quê? Aqui vc não tem casa de graça? --- Não posso reclamar. --- Aqui vc não tem emprego garantido pelo Estado? --- Não posso reclamar. --- Aqui vc não tem assistência médica e emprego garantido pelo Estado? --- Não posso reclamar. --- Então, por que ir embora para os Estados Unidos? --- Porque lá eu posso reclamar!

Carmem Andrade Paulino .

Não entendo como um texto deste, tão esclarecedor, não repercute em nenhum órgão da imprensa. Será que a opinião pública só vê TV Globo e só lê F.S.Paulo e Estadão ? Infelizmente, acho que sim...

Fernando .

Um belíssimo apanhado de questionamentos, colocados com a maestria habitual do ilustre autor. Quisera tivessem, os questionados, mérito e coragem para responder, com verdades sustentaveis por coerência doutrinária.

Maria Margarida Pimentel .

TEXTO ELUCIDATIVO DE GRANDE IMPORTÂNCIA PARA QUEM QUER CONHECER REALMENTE OS FATOS QUE OCORREM NO BRASIL COM PROPRIEDADE VERDADEIRA. Obrigada!! ??????????

José Roberto .

Perfeita colocação!!!
1/2
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Artigos do Puggina