Puggina.org by Percival PugginaConservadores e Liberais

Artigos do Puggina

Voltar para listagem

OVERDOSE PODE MATAR

por Percival Puggina. Artigo publicado em

 


 Numa parte do jornal, lê-se sobre delação premiada para esclarecimento dos escândalos da Petrobras. A "base" treme nas bases com as informações e com a divulgação de uma lista de beneficiários que não para de crescer e já leva 150 nomes com as respectivas cifras. Rola dinheiro grosso na caverna de Ali Babá.

 Enquanto, no Mensalão, os líderes dos partidos da base abraçaram a encrenca e não expuseram os colegas para os quais repassaram os valores recebidos através do esquema, no caso do Petrolão a relação de beneficiados vem cheia e os números são enormes. Mensalão é troco diante do Petrolão.

 É o que se lê numa parte do jornal. Noutra, a notícia é um chute na consciência cívica: um comício promovido em favor da candidata Dilma Rousseff culminou com carinhoso e efusivo abraço da base do governo e suas massas de manobra ao edifício-sede da Petrobras no Rio de Janeiro. Imagino que as ações da empresa, agora sob tão vigorosa proteção, se elevem a um novo patamar...

É de se ver as imagens. Todos os participantes da encenação acalentando responsavelmente a empresa que, segundo denúncias e muitas evidências (com dinheiro já sendo buscado de algumas contas no exterior), vinha sendo esfolada e canibalizada nos esquemas de sustentação financeira do poder que hegemoniza a República.

A política brasileira vive momentos em que a caradurice virou arte. Já não se trata da simples articulação entre insensibilidade moral e falta de constrangimento social. É uma obra de arte envolvendo estratégia, retórica, publicidade, senso de oportunidade e, claro, absoluto desprezo pelo discernimento alheio.

Por enquanto, vem funcionando. O prestígio do governo sobe junto com a onda de escândalos. Mas sempre há o risco de morte da estratégia por overdose de estratégia.

_____________
* Percival Puggina (69), membro da Academia Rio-Grandense de Letras, é arquiteto, empresário e escritor e titular do site www.puggina.org, colunista de Zero Hora e de dezenas de jornais e sites no país, autor de Crônicas contra o totalitarismo; Cuba, a tragédia da utopia e Pombas e Gaviões, integrante do grupo Pensar+.
 

Compartilhar

Comentários

Aloir Fritzen .

É se está cambada digo PT perder as eleições eles deve se mandar para Cuba onde já mandaram o nosso dinheiro , senão Vai todo mundo em cana. Abraços

URIDES S LEMOS .

O PAPA PODE SER ARGENTINO MAS COM CERTEZA DEUS É BRASILEIROOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

Odilon Rocha .

Prezado Percival Dizem que a ganância, uma hora, mata. É isso mesmo, como bem colocaste: overdose de estratégia. A cegueira pelo poder torna as pessoas ridículas sem elas perceberem. Malgrado o grave momento, me permita uma observação: tem hora que a coisa chega a ser tragicômica, como a criação do Pessimildo. Aquele boneco lhe representa? É dose, mas não a over.

Ricardo Sebastião Gonçalves .

Não se esgotam nunca os gestos demagógicos desse pessoal do PT, desesperados que estão com a possibilidade de perderem o comando da Nação e virem a tona muito mais bandalheiras praticadas por pessoas que compõem suas fileiras e que certamente permaneceriam ocultas no caso de reeleição.
1/1
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Artigos do Puggina