Puggina.org by Percival PugginaConservadores e Liberais

Artigos do Puggina

Voltar para listagem

“SE FLÁVIO ERROU, ELE TERÁ DE PAGAR...”

por Percival Puggina. Artigo publicado em

 

Sob todos os pontos de vista, é uma pena que a afirmação feita por Bolsonaro ao jornalista da TV Bloomberg em Davos tenha caído do imenso vazio de significados que domina a imprensa brasileira. No ambiente local, se as informações transmitidas, quaisquer informações, não têm conotação negativa para o governo, não interessam. Ou elas permitem danificar-lhe a imagem, ou são inúteis. E não falta quem consiga, até mesmo, transformar limonada oficial em limão opiniático. Foi por isso que muitos veículos aproveitaram a manifestação do pai para requentar as denúncias contra o filho e, outros, para rotulá-la como tardia. Não escrevo este artigo porque queira uma imprensa omissa. Escrevo-o precisamente porque que não quero uma imprensa omissa.

 A frase - “Se Flavio errou, ele terá que pagar por essas ações, que não podemos aceitar” – jamais sairia da boca de um Lula, por exemplo. Alias, parece haver suscitado escasso interesse da mídia extrema e do COAF, a vertiginosa escalada do filho do ex-presidente, que saltou de funcionário de zoológico a milionário. Papai Lula preferiu ver a intrigante ascensão como produto das atividades de um “gênio das finanças”. Deu para notar a diferença?

 Dos moralistas de ocasião, daquela imprensa que reclamou do cancelamento da coletiva presidencial, ele só tinha a esperar desrespeito ao constrangimento a que estava submetido. Não faltaria, ali, quem viesse escarafunchar-lhe as emoções com perguntas tão relevantes quanto “Como o senhor se sente com isso?”, ou “Como foi a conversa com o seu filho?”. Por aí andariam os medíocres.

É uma pena que seja assim. Não creio, porém, que os ataques da mídia extrema alcancem seus sinistros objetivos. A exemplo de tantos outros brasileiros, bebi da taça da esperança. E me declaro civicamente bem servido. Conformado, esperei 34 anos para esse encontro do Brasil com as posições conservadoras e liberais que professo. A cada quatro anos, em vão as aguardava do ventre das urnas, enquanto via o Brasil ser levado ao abismo social, à indigência moral e à falência econômica. Quantas vezes, meu Deus, ao longo dessas décadas, sentei a mesas de debate, em rádio e TV, tendo como contraparte figurões da esquerda gaúcha, empenhados em defender aquele modelo, bem como os regimes cubano e chavista! Ali estiveram as parcerias, o horizonte e o futuro.

Há quem ainda agora os defenda e com eles prefira lidar. Manipulam, então, a lixeirinha dos fatos enquanto o país, a despeito deles, cumpre a manifestação democrática das urnas e muda seu destino.

 

_______________________________
* Percival Puggina (74), membro da Academia Rio-Grandense de Letras, é arquiteto, empresário e escritor e titular do site www.puggina.org, colunista de dezenas de jornais e sites no país. Autor de Crônicas contra o totalitarismo; Cuba, a tragédia da utopia; Pombas e Gaviões; A Tomada do Brasil. Integrante do grupo Pensar+.

 

Compartilhar

Comentários

Luiz Mario Vago .

Vi , faz pouco, o vídeo do Olavo de Carvalho "Injustiça monstruosa". Um pouco retratada em seu artigo acima, é a nossa realidade, difícil. Bolsonaro terá que usar muito da inteligência para fazer um bom governo.

DARCY FRANCISCO CARVALHO DOS SANTOSD .

Tens toda a razão, Puggina. Tudo o que o atual governo faz está errado. Esperam que ele faça em menos de mês o que não foi feito em anos. O governo tinha quatro dias úteis e ZH fez uma manchete em letras garrafais fazendo enormes críticas sobre inação do Moro. O Presidente tem razão em não dar entrevista para uma imprensa tendenciosa, porque como dizes, vão transformar limonada em limão. Porque não tratam como estão fazendo com o governo do Estado? Estão dando o tempo que se dá aos governos novos. No Estado estão agindo acertadamente, mas são dois tratamentos muito distintos. Abraço.

Arnaldo José Bortolini .

Não se trata de moralismo de ocasião Puggina,e sim simplesmente de moral. A primeira(ou segunda) frase de bolsonaro sobre o caso foi "estão perseguindo o Flavio para poder me atingir". Descabida a comparação com o "Ronaldinho dos negócios"! Agora com o MP e Judiciário na mão, que se investigue e se puna filho do Lula e filho de quem quer que seja. Ponto. Ainda, a falência econômica tem nas suas raízes, e vc certamente concorda com isso, a CF88 e o sistema previdenciário do qual as forças armadas fogem como o diabo foge da cruz. É de um reducionismo infantil fazer a comparação A x B, como se tivéssemos que aceitar "mais ou menos" porque a outra alternativa seria o caos. Menos, bem menos.

Mário Lucio .

Purggina o Sr. Dis a verdade que muitos jornalista esconde ou têm medo de dizer porque são comprados pelo estado. Em cada cidade tem sempre um jornalzinho assim cheio de mentiras.

André Ambrosio Abramczuk .

Gostei! É de fato muito intrigante . Se o Presidente tivesse dito que o filho é inocente, os veículos de comunicação esquerdopatas cairiam de pau em cima dele. Como ele deixou claro que o problema é do filho e não do Presidente esses esquerdopatas não têm por onde atacá-lo. A propósito, alguém aí se lembra de um episódio em que o Presidente Lula disse que não deveriam meter o nome do filho dele na sujeira?

Mila Kette .

Percy, aqui nos US a midia também torce e manipula notícias. Depois de dois anos de "investigações," nenhum indício existe do involvimento da campanha Trump com a Rússia. Mas não impede a quantidade de mentiras e distorções que a midia daqui diariamente fabrica. Bando de covardes e mentirosos.

José Nei de Lima .

Vamos acreditar na mudança do País, o momento é agora do povo brasileiro ter uma grande chance de resolver grandes problemas que aconteceu no passado, mais rápido possível, se não for agora vai ser muito difícil uma renovação de crescimento no Brasil, um grande abraço um ótimo final de semana que Deus vos abençoe amém.

Carlos Augusto Coelho de Souza Sobrinho .

Não há o que comentar. Apenas, cumprimenta-lo , Dr. Puggina, por tão brilhantes palavras, que vem em um momento de grande necessidade, para o bem da pátria. Receba, efusivos cumprimentos pela lucidez com que trata do tema. Obrigado e boa sorte.

Vera .

Puggina, tenho a mesma idade tua e tb fiquei esses anos esperando pela redenção do Brasil. Agora é preciso PROTEGER o novo governo, sem descanso. Os maus brasileiros ainda pululam, hienas do mal ainda estão soltas. Muito obrigada por teus textos primoroso, teus comentários lúcidos e indispensáveis à verdade. É MUITO BOM nos depararmos com pessoas que escrevem bem e... são do bem! .

Menelau Santos .

O Sr. identifica com precisão a mesquinharia de nossa imprensa. Muitos são como urubus a espera de carniça. Não desejam --- num primeiro plano --- ver um país próspero, principalmente nas mãos do Bolsonaro. Desejam apenas notoriedade para o texto deles. Sílvio Santos fez uma boa análise: não se sabe se será um bom governo, mas é um governo que tem vontade de acertar.

José Pereira .

Comungo do mesmo pensamento do Autor do artigo. Do mesmo modo que nos EE. UU., de todos os grandes canais de comunicação, apenas um é intelectualmente honesto, no Brasil também, talvez, de todos os grandes e médios canais de comunicação social, um possa ser salvo, o que já será de bom tamanho, caso realmente exista ao menos um! Vamos acreditar no trabalho de formiguinha! Sr. Puggina, vamos continuar com fé, muita fé, um grande abraço!

Carlos Edison Domingues .

PUGGINA! Ler, reler e viver o que escreveste. Carlos Edison Domingues
1/1
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Artigos do Puggina