Puggina.org by Percival PugginaConservadores e Liberais

Artigos do Puggina

Voltar para listagem

SOBRE ÉTICA, LULA LEU ARISTÓTELES EM GREGO, DE CABEÇA PARA BAIXO

por Percival Puggina. Artigo publicado em

 

 É chocante para a população de um país que convive com tantas dificuldades postas interna e externamente à ascensão social e econômica de seus cidadãos, ver tantos gastos com prerrogativas e privilégios concedidos a uma parcela de sua elite política. Raros serão os usufrutuários que tenham, de algum modo, contribuído para agregar à renda nacional o valor necessário para sustentá-los em jatinhos, helicópteros, voos em primeira classe e luxuosas hospedagens. Em outras palavras: só podem dispor disso se por nossa conta.

Em 22 de julho de 2005, discursando a petroleiros (1), o ex-presidente Lula disse: "Neste país de 180 milhões de brasileiros, pode ter igual, mas não tem nem mulher nem homem que tenha coragem de me dar lição de ética, de moral e de honestidade". Esse depoimento do ex-presidente me voltou à cabeça quando fiquei sabendo de sua nova agenda europeia na qual receberia homenagem em Paris e iria à Suíça para reunião com o Conselho Mundial de Igrejas e dali a Berlim para um ato em favor da democracia. Sempre à nossa custa, claro, falando bem de si mesmo e mentindo sobre o Brasil e sobre sua situação perante a justiça brasileira. Acompanhado de quatro assessores, também pagos por nós.

Não sei se existe algum brasileiro disposto a topar o desafio e discutir ética com Lula. Afinal, o ex-presidente, a despeito de todos os processos que contra ele rolam no judiciário nacional, já deixou bem claro em ocasiões anteriores a frouxidão de seus conceitos sobre ética. Divagando sobre eles, Lula se imagina cravando picaretas, cunhas e cordas nas escarpas da vida até o cume da moralidade nacional... É possível que o leitor destas linhas não conheça, ou não lembre mais dos conceitos do ex-presidente sobre si mesmo a esse respeito. Parece que o líder petista leu Ética a Nicômaco, de Aristóteles, em grego e de cabeça para baixo:

“Sou filho de pai e mãe analfabetos, minha mãe não era capaz de fazer o "o" com um copo. E o único legado que deixaram, não apenas para mim, mas para a família, era que andar de cabeça erguida é a coisa mais importante que pode acontecer com um homem e uma mulher. Conquistei o direito de andar de cabeça erguida nesse país e não vai ser a elite brasileira que vai ‘fazer eu’ baixar minha cabeça".

Pronto! Eis aí, entre erros gramaticais, o certificado de garantia da própria idoneidade que nos fornece o esclarecido ex-chefe de Estado. A mãe não sabia fazer o "o" com um copo e, junto com o marido, o ensinou a andar de cabeça erguida.

É altamente improvável que os leitores destas linhas tenham recebido tais lições de seus pais. Analfabetos ou não, em português correto ou não, possivelmente lhes terão passado preceitos assim: a) deves buscar o bem e evitar o mal; b) não faz aos outros o que não gostarias que te fosse feito; c) exerce tua liberdade com responsabilidade; d) não justifica teus erros com os erros alheios; e) diz sempre a verdade; f) evita as más companhias. Correto?

Se você, leitor, checar essa lista, enquadrará o ex-presidente como infrator de todos esses princípios. Mas isso não o impede de jactar-se mundo afora. Realmente não dá para discutir ética com esse homem imaculado, que já se proclamou sem pecados, santificado por um fio de prumo. Talvez seja por essa empinação toda, de tanto olhar para cima, que seu governo, levando o país junto, se tenha estatelado no chão da moralidade.

(1) https://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u70780.shtml
(2) https://www.youtube.com/watch?v=gBaw-Qa4-B8

_______________________________
* Percival Puggina (75), membro da Academia Rio-Grandense de Letras, é arquiteto, empresário e escritor e titular do site www.puggina.org, colunista de dezenas de jornais e sites no país. Autor de Crônicas contra o totalitarismo; Cuba, a tragédia da utopia; Pombas e Gaviões; A Tomada do Brasil. Integrante do grupo Pensar+.

 

Compartilhar

Comentários

ALCIDES POLIDORO PERSIGO .

Bom dia Percival. Teus escritos, além de verdadeiros, são bem comentados, esclarecidos. Concordo totalmente com o amigo. Alguns, fanáticos, fazem críticas ao Presidente Bolsonaro, prefiro a franqueza e a administração do Presidente, do que ter Presidente mandando nosso dinheiro para Cuba, Bolivia, etc. Abs, e até outra oportunidade amigo. Alcides Polidoro Pérsigo.

Vitorio Perozzo .

SIMPLES. PARABÉNS. A MINHA MÃE TAMBÉM ERA ANALFABETA MAS FOI A EDUCAÇÃO QUE ME DEU DESDE CRIANÇA E GUARDO E PRATICO DURANTE TODA A VIDA.ABRAÇO

Dalton Catunda Rocha .

Lula = FHCannabis = OAB = UNE = MST = PT = PSDB = PC do B = etc. "Porém o suprassumo da cretinice é contestar a fidelidade de Lula ao comunismo mediante a alegação de que é um larápio, um corrupto. Qual grande líder comunista não o foi? Qual não viver como um nababo enquanto seu povo comia ratos? Qual partido comunista subiu ao poder sem propinas, sem desvio de dinheiro público, sem negócios escusos, sem roubo e chantagem?" > http://www.dcomercio.com.br/categoria/opiniao/el_mayor Há quase 100 anos atrás, o escritor português Fernando Pessoa (1888 – 1935) escreveu: "O comunismo não é um sistema: é um dogmatismo sem sistema — o dogmatismo informe da brutalidade e da dissolução. Se o que há de lixo moral e mental em todos os cérebros pudesse ser varrido e reunido, e com ele se formar uma figura gigantesca, tal seria a figura do comunismo, inimigo supremo da liberdade e da humanidade, como o é tudo quanto dorme nos baixos instintos que se escondem em cada um de nós." > http://conservadores.com.br/o-anticomunismo-de-fernando-pessoa/

Carlos Edison Fernandes Domingues .

PUGGINA. A única leitura, em momento oportuno e aproveitável, absorvida por este ex-presidente foi a escrita em invólucro de papel higiênico. Carlos Edison Domingues

FERNANDO A O PRIETO .

Que tempos os em que vivemos! Talvez "nunca antes, na história deste mundo" tenha havido tal inversão de valores! Como é possível que (auto-proclamados) intelectuais, artistas, especialistas, cientistas políticos, etc. respeitem e mesmo admirem essa triste figura? E o Papa, que o recebeu, sem haver necessidade nenhuma disso? e o Conselho Mundial das Igrejas, órgão que eu pensava ser representante dos protestantes sérios (não dos caça-níqueis)? Que Deus nos guie para sairmos desta escuridão!

ODILON ROCHA .

Caro Professor Esse aí, nem em português de cabeça para cima. Não se trata de língua ou a posição do que está escrito. Ele NUNCA compreenderia, mesmo que o senhor, ou eu, lêssemos para ele. De zoofilia ele entende.

Luiz R. Vilela .

A história conta fatos acontecidos no passado que nos fascinam até hoje. Conta por exemplo, que ao eclodir a revolução farroupilha, teve o General Bento Gonçalves, a oferta de um general argentino, de ajuda para combater as tropas imperiais. Sem levar em conta os interesses por trás da oferta, rechaçou-as prontamente, mandando dizer ao ofertante, que o primeiro soldado seu que cruzasse o rio Uruguai, forneceria o sangue, com o qual seria assinado o tratado de paz com o império, para se unirem e combater os invasores. A luta era interna e não comportava o auxilio de estrangeiros, assim achava o general gaúcho. A isto, chama-se espírito patriótico, patriotismo, lutava por uma causa, porém a vitória não seria a qualquer preço. Agora imagina-se um indivíduo que governou o pais por dois mandatos, teve a sua linha ideológica banida do poder pelo democrático voto popular, e que a sucessão foi feita dentro da mais estrita regularidade e legalidade, que ele ignora peremptoriamente, sendo o líder do inconformismo. Agora se junta a estrangeiros detratores explícitos do pais e de seu governo, para caluniar não só o pais, mas por consequência a sua população, que retirou o apoio a ele. E faz justamente na França, pais de passado colonial, que saqueou parte da África, que até hoje possui possessões em varias partes do mundo, incluindo a Guiana, aqui ao nosso lado. Será que ele imagina que o apoio dos estrangeiros será gratuito? Não haverá consequências? A ignorância leva ao fanatismo, e este, leva a tragédia, já temos vistos isso por ai. Este mesmo indivíduo, assinou na ONU, quando estava no poder, o acordo que previa a autonomia das tais "nações indígenas", uma loucura que não teve a coragem de mandar para o congresso nacional. Agora passa a achar que estrangeiro de sua linha ideológica, é "cumpanhero de fé", já brasileiro de pensamento divergente, é inimigo perigoso a ser combatido, mesmo com a ajuda vindo de fora. É uma pena que o general gaúcho a muito já se foi, pois poderia ensinar a ele, que a distância entre Tiradentes e Joaquim Silvério dos Reis, é infinita.

Donizetti Aparecido de Oliveira .

Desse sacripanta podemos esperar de tudo e mais um pouco, porém, o que me deixa pasmo é ver pseudos intelectuais, artistas e pessoas ditas cultas apoiarem e acreditarem nesse crápula, seja por ideologia ou por interesses obscenos. Essa parcela da população de dedica atenção e até mesmo devoção ao MAIOR CRIMINOSO BRASILEIRO DA HISTÓRIA é muito, mas muito pior que ele, e merece o nosso eterno repúdio e indiferença. Em suma, precisamos combater com firmeza o comunistas e exterminar de vez o comunismo da face do território brasileiro, quiça do planeta. Só assim o Brasil e o mundo terá paz e democracia verdadeira. Que o nosso amado presidente não desista e siga em frente no combate aos criminosos comunistas. Amém.
1/1
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Artigos do Puggina