Puggina.org by Percival PugginaConservadores e Liberais

A LÓGICA DO PAPEL DO ESTADO

por Gilberto Simões Pires, em Ponto Crítico. Artigo publicado em

Por Gilberto Simões Pires, em Ponto Crítico


PAPEL DO GOVERNO
Para o renomado economista José Alexandre Scheinkman, na entrevista que concedeu à jornalista Fabiane Stefano, da revista Exame, o governo brasileiro precisa PARAR DE INTERVIR no funcionamento da ECONOMIA e APROFUNDAR a presença em -EDUCAÇÃO, SEGURANÇA e POLÍTICAS URBANAS-.


SEGURANÇA REGULATÓRIA
No que diz respeito à ECONOMIA, além de preciso Scheinkman repete o que sempre afirmou ao longo de sua longa e exitosa carreira como professor das universidades de Princeton e Columbia, nos Estados Unidos: - "A excessiva regulação do Estado prejudica o investimento e o aumento do setor privado no Brasil. Se oferecesse mais SEGURANÇA REGULATÓRIA, o investimento seria maior no Brasil".


EDUCAÇÃO PÚBLICA
Entretanto, quando o economista foi perguntado sobre qual deveria ser o papel do Estado no Brasil, a resposta que deu me deixou insatisfeito. Segundo Scheinkman, os países que EDUCAM BEM AS CRIANÇAS oferecem EDUCAÇÃO PÚBLICA.


SERVIDORES PÚBLICOS
Ora, o fato do Estado entender que deve se fazer presente na EDUCAÇÃO PÚBLICA não significa que os governantes devam CONTRATAR PROFESSORES, na condição de SERVIDORES PÚBLICOS, com o propósito de exercer a tarefa de ENSINAR crianças, adolescentes e/ou adultos.


LÓGICA ECONÔMICA
O que estranhei é que a lógica ECONÔMICA correta, defendida pelo economista, de que o -aumento de qualidade e produtividade- cresce na medida em que diminui a intervenção do Estado, não é levada em conta quando o mesmo se refere à EDUCAÇÃO.


SETOR PRIVADO
Ora, se a lógica é o -AUMENTO DA QUALIDADE e PRODUTIVIDADE-, o ENSINO PÚBLICO será melhor para todos se as ESCOLAS e, principalmente os professores, forem do SETOR PRIVADO. Da mesma forma esta lógica deveria ser adotada para os demais serviços públicos, como SAÚDE E SEGURANÇA.