Puggina.org by Percival PugginaConservadores e Liberais

GUERRA URBANA

por Jorge Bengochea. Artigo publicado em

 


Será que os repórteres do Fantástico não sabem que há uma guerra urbana assolando o Rio de Janeiro de forma sangrenta? Será que os repórteres desconhecem as notícias publicadas pela emissora onde trabalham mostrando as ações, a presença e o empoderamento do tráfico com armas e artefatos de guerra dominando territórios, escondidos em bunkers, executando desafetos, extorquindo o comércio, ameaçando serviços públicos, atirando contra turistas desavisados, semeando a miséria e impondo o terror e a violência nas comunidades do Rio?

Se a polícia mata é porque a bandidagem se organiza, ousa, se encoraja protegida pelo garantismo e bandidolatria, e não hesita em atirar contra os policiais, atentar contra bases policiais e executar policiais isolados. Os policiais são formados e preparados para atirar em sua defesa e na defesa de terceiros. Não são os vilões. E não vão recuar, nem deixar de patrulhar as comunidades ou tampouco de atender chamados e pedidos de socorro.

A guerra só vai terminar o dia em que o estado de defesa for decretado para permitir aos policiais mais segurança nas operações, a justiça deixar de ser lerda, omissa e garantista de direitos de bandidos, os legisladores endurecerem as leis revogando as leis permissivas, a execução penal se tornar rigorosa e responsável, e a sociedade organizada passar a enxergar os bandidos como vilões e os policiais como heróis defensores do cidadão e da população.

 

* O autor é ex-coronel PM/RS e escreve a respeito desta matéria do G1:   https://g1.globo.com/fantastico/noticia/2020/01/19/em-2019-uma-em-cada-tres-pessoas-assassinadas-no-rio-de-janeiro-foi-morta-por-policiais.ghtml?