Puggina.org by Percival PugginaConservadores e Liberais

QUANDO O CAOS É O OBJETIVO

por Percival Puggina. Artigo publicado em

 

Leio no Diário do Poder


Trecho de artigo da ex-deputada federal Maria José Rocha Lima, mestre e doutoranda em Educação:

Estudo da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), publicado em 2018, apontou que a gravidez na adolescência ocorre com maior frequência entre as meninas com menor escolaridade e menor renda, menor acesso a serviços públicos e em situação de maior vulnerabilidade social. No Brasil, um em cada cinco bebês nasce de uma mãe com idade entre 10 e 19 anos. De cada mil brasileiras até 19 anos, 64 estão grávidas. A taxa mundial é de 46 por mil.

Os dados tornados públicos não tiveram repercussão alguma para a Associação Brasileira de Pediatria nem para a Advocacia Geral da União, mas a proposta de abstinência sexual, sim, foi transformada num cavalo de batalha contra a Campanha de Prevenção da Gravidez na Adolescência: Tudo Tem seu Tempo! A campanha foi como fogo no palheiro, mesmo o ministro da Saúde anunciando ampla informação intersetorial, com a criação de novos programas, rodas de conversas em espaços como escolas e ações conjuntas com centros de saúde e de assistência social, sobre todos os métodos contraceptivos, além da distribuição de 570 milhões de preservativos.

 

COMENTO

Você pode estar se perguntando sobre como alguém pode ser contra a matemática, ou contra a estatística, ou contra mera observação da realidade.

Pois é, algumas pessoas conseguem, movidas que são por irresistíveis pressões da psique inculcadas pela via ideológica. Para elas, uma criança engravidada por um adolescente imberbe, incapaz de arrumar a própria cama, é uma rebelde customizável para a obra da revolução. Como ocorre de hábito nessa ideologia – dane-se tudo mais!...

Você jamais verá um conservador criticando o programa de prevenção da gravidez na adolescência. E jamais verá um esquerdista concordando com ele. Conservadores querem a ordem. Esquerdistas querem o caos.