Puggina.org by Percival PugginaConservadores e Liberais

Imagem Comentada

EM LUTA PELA DEMOCRACIA?

Percival Puggina

Leio em O Antagonista

O TCU, em medida cautelar, suspendeu a licença remunerada que Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande Sul havia concedido à juíza Valdete Souto Severo, para que ela se dedicasse em tempo integral à presidência da Associação Juízes da Democracia, aquela entidade privada que acredita que “as instituições estão sendo soterradas por uma plutocracia fascista” e que Lula é “preso político”.


O despacho do relator Raimundo Carreiro cita a comunicação do ministro Walton Alencar Rodrigues, segundo a qual a Associação Juízes para a Democracia, é “entidade privada, com fins políticos, que refoge ao conceito de associação de classe, o que permite, a priori, vislumbrar a possibilidade concreta da prática de ato ilegal, por parte de todos os membros do órgão especial do tribunal, que autorizaram a cessão irregular da magistrada, causa de nítidos prejuízos à magistratura e ao Erário”.


COMENTO


Licença remunerada para  trabalho político? Em entidade privada, que se constituiu para fazer coisas como pleitear “Lula Livre”? Proclamar que “Impeachment é golpe”? Defender ardorosa e solenemente todas as pautas da esquerda? Homenagear o cidadão João Pedro Stédile, notório estimulador de invasões de propriedades e general de milícias a serviço dos interesses de Lula e do PT? Promover manifestação diante da carceragem de Curitiba?

Vejam o mal que essa ideologia produz na mente das pessoas, removendo-lhes a sensibilidade para a noção de limites a ponto de pleitear e entrar no gozo do privilégio de não trabalhar e dedicar-se inteiramente à causas ideológicas e políticas. E obtendo, para isso, autorização de um Tribunal, o TRT/RS!

Que a ilegalidade que o TCU “vislumbrou a priori” seja investigada com devido senso de responsabilidade para cabal esclarecimento à sociedade.