Puggina.org by Percival PugginaConservadores e Liberais

Imagem Comentada

MP- PRÓ SOCIEDADE VAI À LUTA CONTRA O DESENCARCERAMENTO

 

Leio no Portal Tribuna Diária (1)


MP-PRÓ SOCIEDADE se coloca ao lado do povo, lança nota de repúdio e quer usar o Fundo eleitoral para combater a pandemia.

 A entidade, MP-Pró Sociedade, acaba de lançar nota de repudio às tentativas da Pastoral carcerária de desencarcerar os condenados pela justiça, com o pretexto de combater uma possível epidemia de coronavírus e vai bem além da nota pública.

Propõe, por Ação Direta de inconstitucionalidade número 6318, que o dinheiro reservado ao Fundo Eleitoral, seja aplicado diretamente no combate ao Coronavírus !

Eis a íntegra da nota:

 

"Todas as medidas corretas ligadas ao combate ao Corona Vírus implicam menos pessoas nas ruas e menor contato, possível, entre as pessoas.

Colocar criminosos perigosos nas ruas é uma medida de bandidolatria e não de saúde pública. É uma medida oportunista em que os defensores de bandidos se aproveitam de uma pandemia, cuja letalidade é sentida em todo o mundo, para colocar gente mais perigosa e letal nas ruas. A soma do Covid19 com o Libera Geral dos criminosos no Brasil, pode gerar o CAOS.

Repudiamos iniciativas e decisões nesse sentido e lembramos que as únicas medidas cientificamente coerentes com as medidas que estão sendo aplicadas ao caso, e aí sim corretas, seriam a suspensão de visitas e saidinhas pelo tempo necessário, pois serviriam para proteger os detentos e, principalmente, a Sociedade.

 

"Pior é ter um mau médico do que estar enfermo."
Francisco de Quevedo


Associação Mp Pró-Sociedade
Em 17/03/2020

(1) Portal Tribuna Diária (www.tribunadiaria.com.br).


COMENTO

 O MP Pró-Sociedade vem cumprindo importante missão ao sinalizar, desde o nome atribuído à entidade, que seus membros têm lado na eterna luta do bem contra o mal. Estão com o bem da sociedade. Recusam a cultura da bandidolatria e sustentam que a vida criminosa é uma escolha dos que por ela enveredam.


 A mesma assertiva, vinculada a livre escolha de indivíduos livres, determina, igualmente, sua posição quando pede ao STF a extinção do Fundo Eleitoral (R$ 2 bilhões) e a destinação desses recursos para o combate ao Coronavírus.


 Infelizmente existem instituições, agentes públicos e membros de poder que, por virose ideológica e conveniência política, põem-se ao lado dos criminosos, desdenham de suas vítimas e abandonam a sociedade à própria sorte.