Puggina.org by Percival PugginaConservadores e Liberais

Imagem Comentada

INVESTIGAÇÃO DO CASO ADÉLIO DEPENDE DE DECISÃO DO STF

 

Recebo da Central de Comunicação do SBT


Avaliação é do min. da Justiça, André Mendonça, em entrevista ao SBT

O novo ministro da Justiça, André Mendonça, avaliou que parte importante da investigação da tentativa de assassinato do presidente Jair Bolsonaro ainda está pendente e ele espera que o Supremo Tribunal Federal decida logo se vai autorizar a quebra de sigilo telefônico dos advogados de Adélio Bispo, o autor confesso do atentado. Mendonça falou do assunto em sua primeira entrevista exclusiva desde que assumiu o cargo. Ele conversou com o jornalista Fernando Rodrigues, no Poder em Foco, que vai ao ar neste domingo (17), no SBT, logo após o Programa Silvio Santos.

“Uma das vertentes importantes dessa investigação ainda não pode ser efetivada justamente por essa indefinição judicial sobre a viabilidade desse acesso ou não ao telefone dos advogados… Espero que seja o mais breve possível (a decisão do STF), até porque se há algum mandante, se há algum agente externo que tenha motivado ou contribuído para o ato do Adélio, essa pessoa está solta e certamente coloca o presidente da República numa situação de maior risco, se há essa figura”, alertou.


COMENTO


É absurdo que, decorridos 19 meses da tentativa de assassinato do atual presidente da República, ainda prevaleça a conclusão pueril de ação individual e sem mandante quando importantes indícios apontam em sentido contrário.

Repousa na gaveta de alguém, no STF, a solicitação de autorização para que os investigadores tenham acesso aos telefones dos advogados que magicamente desembarcaram em Juiz de Fora logo após a prisão de Adélio.

A desatenção do STF e da mídia  sobre o caso entra em contradição com o modo sistemático e prioritário com que acompanham qualquer ação que possa ser potencialmente nociva ao presidente, exceção feita a um atentado contra sua vida...