Puggina.org by Percival PugginaConservadores e Liberais

Artigos do Puggina

Voltar para listagem

FORO DE SÃO PAULO E A LIBERDADE DAS DITADURAS

por Percival Puggina. Artigo publicado em

 

Durante décadas, qualquer referência ao Foro de São Paulo (FSP), suas articulações e deliberações era denunciada como teoria da conspiração. Lembram? Devaneio de gente doida, que precisava alimentar os próprios fantasmas. Agora que Fidel morreu, Raúl se aposentou, Chávez faleceu, Maduro apodrece no pé, Lula está preso e o dinheiroduto do Brasil secou – porca miseria!, como dizem os italianos – a esquerda regional abre o encontro do FSP em Caracas com o lema “Pela paz, a Soberania e a Prosperidade dos Povos”.

É um lema tão convincente quanto seria se a Arábia Saudita promovesse um evento pelos direitos da mulher, contra o emprego de combustíveis fósseis e para difusão da vitivinicultura...

Todo o discurso em defesa das ditaduras de esquerda é "narrativa", como gostam de dizer, construída para convencer as pessoas de que o maior problema desses regimes é não terem eles liberdade de se afirmarem como devem. Sempre aparecem dissidentes (ditaduras de esquerda não têm oposição, têm dissidentes) com ideias diferentes, aspirando disparates como participação no jogo eleitoral, liberdade de imprensa (imaginem só!), fim das prisões políticas, poder judiciário independente, escola sem doutrinação e coisas assim. Ou seja, seus míseros opositores, abraçados como náufragos em sonhos de efetiva liberdade, só servem para atrapalhar. Não bastasse isso, as ditaduras de esquerda ainda enfrentam intromissões externas, a impor sanções econômicas típicas do famigerado imperialismo.

A oposição interna, então, atrapalharia a “grande obra” antropológica da ditadura: a sonhada formação de um corpo social e político perfeito, uno e indivisível, que metabolize e expila (digamos assim) a dimensão individual do ser humano. A oposição externa, por sua vez, aferrada a conceitos e alegando valores burgueses, fecha o cerco e inibe o florescer de uma autêntica e pujante economia comunista... Por quebranto ou mau olhado da direita, nenhuma experiência nesse sentido conseguiu florescer sem acesso ao dinheiro das economias capitalistas. Paradoxo! Comunismo sem capitalismo não vai.

A presença do PT na reunião do Foro de São Paulo tem, portanto, essa inspiração libertária para as ditaduras da região. O partido unirá sua voz aos demais, pressionando para desarticular as oposições internas e denunciar a insensibilidade das democracias vizinhas, que anseiam pela queda daqueles trágicos regimes.

O que une governos e partidos ligados ao Foro de São Paulo não passa nem perto da solidariedade entre os povos. Lixam-se para os povos e os abandonam à miséria. O uso violento do poder não afeta minimamente sua “sensibilidade social”. Vítimas neoliberais não contam. O projeto dos organismos políticos reunidos em Caracas visa apenas à manutenção do poder que têm e a recuperação do poder que perderam. E isso é tudo para quem nada tem a oferecer à humanidade e tudo tem a aproveitar-se dela.

 

__________________________
* Percival Puggina (74), membro da Academia Rio-Grandense de Letras, é arquiteto, empresário e escritor e titular do site www.puggina.org, colunista de dezenas de jornais e sites no país. Autor de Crônicas contra o totalitarismo; Cuba, a tragédia da utopia; Pombas e Gaviões; A Tomada do Brasil. Integrante do grupo Pensar+.

 

Compartilhar

Comentários

PEDRO XAVIER COELHO SOBRINHO .

Percival, esse discurso das esquerdas defendendo o Foro de São Paulo, é mais falso que uma nota de 15 reais. Mas o que impressiona é ver quanto idiota ainda há que crê nesses farsantes.

Aulete .

“Muito engana-me, que eu compro” Nós todos apreciamos consumir alguma coisa, com certa constância. Então isso poderia ser bom. Eis: Vive o PT© de clichês publicitários bem elaborados por marqueteiros. Nada espontâneo. Mas apenas um frio slogan (tal qual “Danoninho© Vale por Um Bifinho”/Ou: “Fiat® Touro: Brutalmente Lindo”). Não tem nada a ver com um projeto de Nação. Eis aqui a superficialidade do PETISMO: 0.“Coração Valente©” 1.“Pátria Educadora™” [Buá; Buá; Buá]. 2.“Haddad agora é verde-amarelo®” [rsrsrs]. 3.“A Copa das Copas ®” 4.“Fica Querida©” 5.“Impeachment Sem Crime é Golpe™” [lol lol lol] 6. "Pronatec©, transformando a Vida de Milhões de brasileiros ™"[kkk]. 7.“Foi Golpe™” 8.“Fora Temer©” 9.“Ocupa Tudo®” 10.“Lula Livre®” 11.“®eleição sem Lula é fraude” [kuá!, kuá!, kuá!]. 12.“O Brasil Feliz de Novo ™” 13.“Lula é Haddad Haddad é Lula®” [kkkk] 14.“Ele não®”. 15.“Controle social da mídia” (hi! hi! hi!): desejo do petismo. 16.“LUZ PARA TODOS™” (KKKKK). 17. (…e agora…): “Ninguém Solta a Mão de Ninguém ©” 18. “SKOL®: a Cerveja que desce RedondO”. [Nesse estilo. Desse tipo] PT© é vigarista e é Ersatz. PT Vive de ótimos e CALCULADOS mitos publicitários. É o tal de: “me engana que eu compro”. Produtos disfarçados, embalagens mascaradas e rótulos mentirosos. PT! Saúde! Alta-Cultura! Segurança! Educação!

Isac .

FSP = SABOTADORES, SUCUMBIDOS E PATIFES! Deixem de lorotas, "seus" vagabundos! "NO TEMPO EM QUE AMARRAVAM CACHORRO COM LINGÜIÇA E ELES NÃO TINHAM CORAGEM DE ARREBENTAR, ERA ASSIM MESMO"... "INFILTRE E CONTROLEM TODOS OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO COM AS MASSAS" - Lênin - eis aí o 2º mandamento do decálogo de Lênin! Outrora isso funcionava, sim, mas com o aparecimento das redes sociais independentes, os planos dos martelo e foice, uns parasitas e tiranos sanguinarios funcionava - tava tudo dominado! MAS, SUCUMBIRAM: SURGIU O INESPERADO E OS COLOCOU DESESPERADOS, ALUCINADOS, FURIOSOS E ESGADANHANDO-SE: PERDERAM O TEMPO DE VALIDADE DA PESTE CHAMADA COMUNISMO! Deu-se isso pelo fato de as redes sociais independentes, jamais sonhadas por eles, aparecessem e os destronou, expondo que são sabotadores, assassinos, usurpadores do poder e max gatunos, iguais a Hitler, Mussolini, Stálin e hoje, a cada dia que passa, mais estão detestados! Então, depois do aparecimento do mega juiz Dr Moro acabou a farsa do chacal Lulampião do "não sabia de nada, ouvi dizer pela imprensa etc" em que só otarios acreditavam! Os comunistas não passam de uns pobristas, populistas, demagogos, falsarios, vendedores de ilusões, tudo circo-teatro! Pela quantidade de países onde fragilizam-se, perderem lugares nos poderes, tem-se ideia de uma mercadoria além do vencimento e sumiço do mercado, ideais para se depositarem em aterros sanitarios! ESTÃO É NUM BECO SEM SAÍDA, MORRENDO DE INVEJA E ODIO DE BOLSONARO, NADA PARA MAIS OU PARA MENOS!

Dalton Catunda Rocha .

Por favor. Sou e sempre fui, direitista assumido. Sou um “coxinha” pleno. Nunca votei em Lula, Dilma, nem em ninguém do PT, PC do B e PSOL. Não obstante, eu tenho de dizer, que o sistema político, inclusive a Constituição de 1988, limitam demais aquilo, que um presidente do Brasil pode fazer de bom. Sim, eu acho que Bolsonaro não usará do poder, para o enriquecimento pessoal. Isto serve, como bom item de biografia mas, num país onde tem mais de 50 mil políticos e mais de 90% deles rouba, isto é mais detalhe, que qualquer outra coisa. Um outro exemplo. Acabou o envio de recursos a Cuba. Muito bem, mas incluindo a grana para os médicos cubanos, menos de 0,1% do gasto público do Brasil, nos últimos dois anos de 2017 e 2018 foi de fato, enviada para Cuba. Mais uma vez, isto é mais um detalhe, que qualquer outra coisa. Na história da humanidade, o país que saiu de país pobre a país rico mais rápido, em todos os tempos, foi a Coreia do Sul, tendo tal país levado mais de trinta anos, neste caminho. Além de ter só um mandato de quatro anos, Bolsonaro ainda por cima não tem nem remotamente, as condições externas e menos ainda internas, que a Coreia do Sul teve de 1960 a 1990. Este é ou deveria ser, o objetivo maior de Bolsonaro: Fazer o Brasil ter um razoável sistema educacional. Sem isto, a crise econômica, que já durou quatro décadas seguirá pelo governo dele, abrindo o caminho para o PT voltar ao poder, no Brasil. Na melhor das hipóteses, o pouco que se sabe de Bolsonaro, o mostra mais como um Pinochet, que uma outra coisa. Ser tal e qual Pinochet na economia é o limite do melhor, que um realista como eu, realmente espera de Bolsonaro. Pinochet fez coisas certas, na economia chilena, concentradas em seus últimos anos de governo. O sistema educacional do Brasil é um lixo. Tornar tal sistema educacional, em alguma coisa, ao menos regular é ou deveria ser, o mais importante objetivo de Bolsonaro. Mantido o sistema educacional do Brasil, mais ou menos do mesmo jeito, que aí está, manterá o Brasil na crise econômica, que o assola há quatro décadas consecutivas. Nesta situação, com a educação no Brasil, basicamente do mesmo jeito, o retorno do PT ao poder, se tornará inevitável, em apenas quatro anos. A esquerda toda sabe disto. É esta, a real fonte de ódio por Bolsonaro e seu projeto educacional. Que Bolsonaro use cada dia de seu governo, na limpeza do lixo marxista, que há décadas, tomou conta de todo o sistema educacional brasileiro. Trocar inúmeros livros didáticos será, um bom começo. Basta de décadas de livros marxistas sendo impostos, em todos os colégios, às nossas crianças e aos nossos jovens. No final das contas, eu sou otimista com Bolsonaro. Afinal de contas, se até sob o governo de um picareta como Michel Temer, o Brasil melhorou, por que não melhoraria ainda mais, sob Bolsonaro?

Luiz R. Vilela .

Acredito que não possa haver "economia", sem que haja o capitalismo privado, ou o capitalismo de estado, como querem os de esquerda. Negar ao ser humano a sua condição de empreendedor, de buscar uma forma de vida com conforto material, de trabalhar para dar e deixar os seus descendentes com uma vida melhor do que a sua própria. Fazer com que todos sejam "empregados" do estado, é a forma mais visível de desestimulação da vivência humana. Afinal, passaremos pela vida apenas para cumprir um jornada, teremos apenas que produzir e usar aquilo que o estado determina que cada um faça e tenha? Não seremos dignos de ter vontade própria? O estado é que nos dirá como devemos ser? E onde jogarão o desejo natural do ser humano, de possuir alguma coisa? Conforme o entendimento dos arautos do comunismo, no regime deles, a vida privada acaba. Se o estado se torna o único capitalista, certamente alguém terá de controlar essa massa colossal de bens e riquezas, que de alguma forma será produzida, e quem seriam esses? Ah, o partido único seria o gestor de tudo, mas como o partido é apenas uma pessoa jurídica, então os teóricos e chefes do estado socialista, assumiriam o comando e o mando de tudo, sem contestação e oposição. Assim sonham eles em um dia ter todo o mundo ao seu alcance, e sob seus comandos. Mas como é que uma pessoa poderá passar toda uma vida sem tem qualquer liberdade? Sendo dirigida continuamente pelo estado, torna-se escrava? Onde se instala estes regimes socialista/comunista, primeiro que tem que ser pela força, jamais haverá unanimidade em uma eleição, que adote tal regime em qualquer pais, até porque eles só disputam eleições, onde não tem força suficiente para se impor. Governar sem oposição, é o desejo maior de todos os que se dizem de esquerda, pois o ideal não é a melhora de vida da população, mas o desejo incontido do mando, do poder da força, e para tanto faz-se necessário o aniquilamento de qualquer contestação. Os exemplos são visíveis por todos os países onde o comunismo se instalou. Dizer que um indivíduo de esquerda renega o capitalismo em qualquer de suas formas, é uma mentira deslavada, o que eles perseguem mesmo, é serem capitalistas, sem tem que suar a camisa para tanto, basta aprisionar o estado, que sem muito esforço ficam donos de tudo, passam a ter um povo, um governo e um território, totalmente deles, sem prestar contas a ninguém, assim como acontece em Cuba, Coréia do Norte, China e na antiga União Soviética. É o "capitalismo de estado", com os "capitalistas estatizados", senhores da vida e da morte.
1/1
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Artigos do Puggina