Puggina.org by Percival PugginaConservadores e Liberais

Artigos do Puggina

Voltar para listagem

JANOT, STF E O CONTO DO VIGÁRIO JOESLEY

por Percival Puggina. Artigo publicado em

 

 Frequentemente, é a ganância das vítimas que viabiliza as atividades de quem vive de vigarices. Nesse tipo de golpe, o espertalhão se apresenta como alguém meio ingênuo que oferece ao alvo escolhido um negócio muito vantajoso. Seduzida pela possibilidade de um ganho fácil e rápido, a vítima agarra a oportunidade com as duas mãos. Foi o que fez o Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, quando contatado para a delação dos donos da J&S. E caiu num espetacular conto do vigário.

 À medida que os fatos vão sendo revelados, percebe-se que Janot estabelecera uma agenda para que o final de seu mandato ocorresse em clima de verdadeira apoteose. Ele teria sido o homem que denunciara o presidente da República, parte expressiva dos grandes figurões dos três últimos governos e, por fim, enquadrara toda a cúpula do PT, incluindo dois ex-presidentes, apontando Lula como o chefe da organização criminosa. Batman e Robin trabalhando juntos não fariam melhor no combate ao crime organizado. No entanto, a pressa em construir seu gran finale restringiu a prudência e lhe proporcionou, bem ao contrário, um grosso fiasco.

 Na emoção de derrubar Temer, o procurador-geral não hesitou em ajustar com seus supostos colaboradores um verdadeiro Powerball na loteria das delações. Quem viveu para ver, viu, porque nunca mais alguém terá uma vida de crimes recompensada com tanta cortesia oficial. Foi-nos dada a oportunidade de contemplar, boquiabertos, fraudadores de muitos bilhões, corruptores de mão cheia, deixarem o país cercados de seus mais sofisticados bens e sob a proteção de salvaguardas principescas. Comprado o gato como se lebre fosse, Janot levou o bichano ao ministro Edson Fachin, que lhe alisou o pelo e assinou no lado esquerdo da operação. Dias depois, em meio a indignado clamor nacional, o plenário do STF carimbou e selou o negócio tal como fora feito. Nunca antes um golpe do vigário foi tão sacramentado.

 Agora, quando as novas gravações tornam ainda mais afrontosa a complacência do acordo feito com os Batista Brothers, quando o ministro Fachin faz cara de paisagem e quando a ministra Cármen Lúcia pede investigações urgentes e rigorosas, o ministro Fux, prima pela prestidigitação dos fatos, dizendo que os dois irmãos "enganaram o MPF e a sociedade". Opa, ministro! Deixe-nos fora dessa. Os enganados, na lambança, foram o MPF, o procurador-geral e o STF. Desde as primeiras notícias, a sociedade, pagadora de todas as contas, escandalizou-se com as imprudências que cercaram a delação e com o assombroso acordo que a recompensou e os senhores endossaram. Queira Deus que a embrulhada não afete o instituto da colaboração premiada nem invalide o conjunto probatório nela produzido!

________________________________
* Percival Puggina (72), membro da Academia Rio-Grandense de Letras, é arquiteto, empresário e escritor e titular do site www.puggina.org, colunista de dezenas de jornais e sites no país. Autor de Crônicas contra o totalitarismo; Cuba, a tragédia da utopia; Pombas e Gaviões; A tomada do Brasil. integrante do grupo Pensar+.


 

Compartilhar

Comentários

marco antonio longo .

Dr Puggina. Parabéns!!!!

Felipe Andrei .

É possível que o plano infalível dos Batista ainda consiga dar errado e irem para a cadeia ; não porque a lei foi cumprida, mas sim porque tudo no brasil é tão caótico, incompetente e corrupto que é impossível um planejamento de qualquer natureza, inclusive para se safar de roubalheiras.

LUIZ FERNANDO MORAN FILHO .

O socialismo é a vigarisse expressada no seu mais alto grau. Os parasitas burocratas pertencentes à elite governante, o funcionalismo marajá e as ralés de militantes subsidiados: ong's de fachada, falsos movimentos sociais, sindicalistas, classe jornalística, professores marxistas, intelectuais da esquerda e classe artística, compões a pequena parcela de uma sociedade, que por motivos reprováveis, defendem essa ideologia. Debater qualquer assunto que seja com alguém que defenda essa ideologia, é aceitar rebaixar-se a um nível onde nem mesmo a mais abjeta das escórias humanas jamais aceitaria. Quando uma situação desta se apresentar a você, não entre num debate, ao invés disto humilhe o vigarista farsante esquerdista até que não sobre um só sorrisinho amarelo no focinho do imprestável. Como resultado dessa ideologia o Brasil sucumbiu como nação, e, a sua sociedade, doente como zumbis, caminha para autodestruição: somos o mais perfeito modelo fascista que jamais existiu na história da humanidade.

Marcus Marques .

O incrível é constatar que, diante do que ocorreu nos porões do Jaburu e posteriormente, ficou evidente que Michel Temer também era cúmplice da pilantragem do pilantra Joesley. A pergunta que não quer calar. ---- Por que Temer não denunciou o criminoso que lhe narrou diversos crimes? Entretanto, ao contrário, ao invés de denunciar, o que vimos foi o assessor de Temer correndo com a mala de dinheiro. A quadrilha do PT e do PMDB foram sócias na Cleptocracia. E pelo lado do PMDB temos Michel Temer, Eduardo Cunha, Geddel Vieira Lima, Romero Jucá, Henrique Alves, Renan Calheiros, Jader Barbalho, Rocha Loures, Lucio Funaro, Fabio Cleto, Moreira Franco, Henrique Padilha, e muitos outros .

Genaro Faria .

Estava faltando essa comédia policialesca nas Obras Completas do Brasil Socialista do Século 21 Rumo à Idade da Pedra Lascada que Lula da Silva, Dilma Rousseff e grande elenco encenaram pra confirmar que a vida imita melhor a arte que a arte imita a vida.
1/1
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Artigos do Puggina