Autor Desconhecido

17/04/2008
EXAME FINAL DE MATEMTICA ESCOLA DE SEGUNDO GRAU COVA DA MOURA - RJ Nome:_______ _________ _________ ________ Fac?:_______ ______ Turno ___________ l .) Zar?tem um fuzil AK-47 com carregador de 80 balas. Em cada rajada o Zar?gasta 13 balas. Quantas rajadas poder?isparar at?escarregar a arma? 2.) Birosca comprou 10 gramas de coca? pura que misturou com bicarbonato de s? na propor? de 4 partes de p?ra 6 de bicarbonato. A seguir vendeu 6 gramas desta mistura ao Cascudo por R$ 150,00 e 16 gramas ao Chinfra a R$40,00 cada grama: ENTÏ: a) Quem ?ue comprou mais barato ? Cascudo ou Chinfra ? b) Quantos gramas de mistura o Birosca preparou? c) Quanto de coca? cont?essa mistura ? d) Qual ? taxa de dilui? da mistura ? 3 .) Roj??afet?na Pra?Mau? tem 3 prostitutas que trabalham para ele. Cada uma delas cobra R$ 35,00 ao cliente, dos quais R$ 20,00 s?entregues ao Roj? Quantos clientes ter?ue atender cada prostituta para poder comprar ao Roj?a sua dose di?a de crack no> valor de R$ 150,00 ? 4 .) Jamanta comprou 200 gramas de hero? que pretende revender com um lucro de 20% gra? ao batismo da droga com giz. Qual ? quantidade de giz que ele ter?ue adicionar? 5 .) Chaveta recebe R$ 500,00 por cada BMW roubado, R$ 125,00 por carro japon?e R$ 250,00 por cada 4X4. Como j?uxou 2 BMW e 3 4X4, quantos carros japoneses ter?ue roubar para receber o total de R$ 2.000,00? 6 ..) Pip?est?a pris?h? anos por assassinato pelo qual recebeu o equivalente a R$ 5.000,00. A mulher dele est?astando esse dinheiro ?axa de R$ 50,00/m? Quanto dinheiro vai restar para Pip?quando sair da pris?daqui a 4 anos? 7.) Uma lata de spray d?ara pichar uma superf?e com 3 m2 . Uma letra grande ocupa uma ?a de 0,4 m 2 . Quantas letras grandes poder?ser pintadas com 3 latas de spray? 8.) Chap?recrutou 3 prostitutas para a gang. Se o n?o total de prostitutas que trabalham para a gang ?gual a 27, qual ? percentual de prostitutas recrutadas pelo Chap? 9.) Durante uma rixa entre gangs, Maifrende disparou 145 balas com uma pistola 45 autom?ca (de uso exclusivo das For? Armadas) acertando 8 pessoas. Qual ? percentual da efic?a dos tiros do Maifrende? 10 . ) Sap??reso por traficar crack e a sua fian?foi estabelecida em RS 12.500,00. Se ele pagar a fian?e os honor?os do seu advogado (que reclama 12% da fian?como pagamento dos seus servi?) antes de fugir para a Bol?a, qual ser? total da despesa?

Autor Desconhecido

17/04/2008
Ensino da matem?ca nos anos 40/50: Um campon?vendeu um saco de batatas por 100,00. As suas despesas de produ? foram iguais a 4/5 do pre?de venda. Qual foi o seu lucro? Ensino Tradicional - Anos 60: Um campon?vendeu um saco de batatas por 100,00. As suas despesas de produ? foram iguais a 4/5 do pre?de venda, ou seja, foram de 80,00. Qual foi o seu lucro? Ensino Moderno - Anos 80: Um campon?troca um conjunto B de batatas por um conjunto M de moedas. O cardinal do conjunto M ?e 100 e cada elemento de M vale 1,00. Desenhe o diagrama de Venn do conjunto M com 100 pontos que representam os elementos desse conjunto. O conjunto C dos custos de produ? tem menos 20 elementos do que o conjunto M. Represente C como sub-conjunto de M e escreva em vermelho o cardinal do conjunto L do lucro. Ensino Renovado - 1990: Um agricultor vendeu um saco de batatas por 100,00. Os custos de produ? elevam-se a 80,00 e o lucro ?e 20,00. Trabalho a realizar: Sublinha a palavra batatas e discute sobre o tema com o colega. Ensino Reformado - 2002: Um trabalhador re?eu um ?s?o de 50,00 para produsir 1 ?o de batatas o qual vendeo por 100,00 e gastou 80,00. Leia o exer?io e em ceguida dis o que pen?desta maneira de enriquesser.

Internet

16/04/2008
Quando Churchill fez 80 anos, um rep?r de menos de 30 foi fotograf?o e disse: - Sir Winston, espero fotograf?o novamente nos seus 90 anos. Respondeu Churchill: - Por que n? Voc?e parece bastante saud?l. ................................................... Telegramas trocados entre Bernard Shaw (o maior dramaturgo ingl?do s?lo 20) e Churchill (o maior l?r ingl?do s?lo 20). Convite de Bernard Shaw para Churchill: Tenho o prazer e a honra de convidar digno primeiro-ministro para primeira apresenta? de minha pe?Pigmali? Venha e traga um amigo, se tiver. Resposta de Churchill para Bernard Shaw: Agrade? ilustre escritor, honroso convite. Infelizmente n?poderei comparecer ?rimeira apresenta?. Irei ?egunda, se houver. .................................................... O General Montgomery estava sendo homenageado, pois venceu Rommel na batalha da frica, na 2ª Guerra Mundial. Discurso do General Montgomery: N?fumo, n?bebo, n?prevarico e sou her? Churchill ouviu o discurso, e com ci?, retrucou: Eu fumo, bebo, prevarico e sou chefe dele. .................................................... Bate-boca no Parlamento ingl? Aconteceu num dos discursos de Churchill em que estava presente uma deputada oposicionista, do tipo Heloisa Helena, quepediu um aparte. Todos sabiam que Churchill n?gostava que interrompessem os seus discursos. Mas foi dada a palavra ?eputada e ela disse em alto e bom tom: -Sr. Ministro, se V. Exa. fosse o meu marido, colocava veneno em seu caf? Churchill, com muita calma, tirou os ?os e, naquele sil?io em que todos estavam aguardando a resposta, exclamou: -Se eu fosse o seu marido, eu tomava esse caf?

A.D.

15/04/2008
O cara saiu gritando na rua: Presidente FDP , ?presidente FDP. O policial federal pegou o cara, dizendo: - T?m cana , preso. O cara assustado : - U?orque t? cana ? O policial : - P??hamando o presidente de filho da p .., e n?quer ser preso? O cara: - Eeeh, p? a?o presidente que t?lando ? da escola de samba aqui do bairro. O policial: - Num vem disfar?do n? que presidente FDP s?m um.

Adaílton Persegonha

14/04/2008
Resposta: Uns quatrocentos e oitenta, e isso chutando por baixo. Primeiro, eles v?nomear uma comiss?para saber qual o companheiro vai subir na escada. Depois, v?nomear uma sub-comiss?que vai avaliar a necessidade da troca da l?ada. Em seguida, dever?convocar os movimentos sociais e perguntar ao Frei Betto, ao St?le e ao Evo Morales se a l?ada pode ser trocada sem que se macule a soberania nacional. Hugo Ch?z dir?ue a quest?da l?ada ?ecund?a, porque ele ? verdadeira luz do continente bolivariano e iluminar? reden? dos oprimidos. Depois, uns cem companheiros far?discurso a favor da Escadobr? empresa que dever?onopolizar a fabrica? de escadas de alum?o sem a interfer?ia das empresas neoliberais. A Petrobras financiar? capacita? de m?de-obra (t?em voga atualmente) injetando 200 milh?de reais na ONG Viva L?ada, pertencente a um deputado petista. Enquanto isso, um grupo de cinq?a militantes do PT, muitos pagos pelos cofres p?cos (embora justi?seja feita, o partido n?saiba a diferen?entre o p?co e o privado), estar?e prontid?para porrar qualquer jornalista da Veja, da Globo e da Folha, que desejar noticiar a lentid?da troca de uma simples l?ada do gabinete do presidente. A Carta Capital publicar?ma reportagem afirmando que a queima da l?ada ?m compl? m?a e do PSDB para sabotar o governo. Magda Sader escrever?m manifesto cheio de erros de portugu?defendendo a l?ada socialista, no que ser?eguido por Chico Buarque e Ver?imo que afirmar?que l?ada boa mesmo ? cubana, apesar de nunca terem usado uma. Helio Fernandes defender?ma auditoria para se verificar quantas l?adas americanas foram compradas no Brasil desde a inven? da eletricidade, e colocar? culpa em George W. Bush. O presidente da Rep?ca n?estar?uito preocupado, pois estar?naugurando uma pinguela em San Juan del Carajo, em algum departamento obscuro da Bol?a, conclu? com dinheiro do BNDES, e continuar?eu discurso dizendo que nunca antes neste pa? se viu tanta mobiliza? do povo para se trocar uma simples l?ada. Concluir?izendo que as elites o criticam por causa de uma l?ada porque nunca sentiram na pele o que ?iver numa casa de pau-a-pique sem energia el?ica, como foi o caso de nosso Grande Timoneiro. Tarso Genro dir?ue o pa?precisa garantir a governabilidade e a luminosidade da l?ada. Marco Aur?o Garcia, depois de voltar pela sexta vez de Paris, onde estava descansando dos desatinos da elite brasileira, dir?ue a imprensa que cuide da imprensa, pois o PT trocar? l?ada antes do fim do segundo mandato. Para concluir, o presidente inaugurar?ma ag?ia de aluguel de carro? em Bela Cruz do Carir?no alto Pinda?, num distante estado brasileiro, e dir?ue o pa?crescer?18%. Setores do Governo far?de tudo para essa previs?se concretizar. Afinal, com um crescimento desse tamanho haver?utro apag?e a quest?da l?ada n?vai virar outra CPI no Congresso.

Autor Desconhecido

12/04/2008
CAPITALISMO IDEAL Voc?em duas vacas. Vende uma e compra um touro. Eles se multiplicam, e a economia cresce. Voc?ende o rebanho e aposenta-se, rico! CAPITALISMO AMERICANO Voc?em duas vacas. Vende uma e for?a outra a produzir o leite de quatro vacas. Fica surpreso quando ela morre. CAPITALISMO JAPON? Voc?em duas vacas. Redesenha-as para que tenham um d?mo do tamanho de uma vaca normal e produzam 20 vezes mais leite. Depois cria desenhinhos de vacas chamados Vaquimon e os vende para o mundo inteiro. CAPITALISMO BRITŽICO Voc?em duas vacas. As duas s?loucas. CAPITALISMO HOLAND? Voc?em duas vacas. Elas vivem juntas, n?gostam de touros e tudo bem. CAPITALISMO ALEMÏ Voc?em duas vacas. Elas produzem leite regularmente, segundo padr?de quantidade e hor?o previamente estabelecido, de forma precisa e lucrativa. Mas o que voc?ueria mesmo era criar porcos. CAPITALISMO RUSSO Voc?em duas vacas. Conta-as e v?ue tem cinco. Conta de novo e v?ue tem 42. Conta de novo e v?ue tem 12 vacas. Voc?? de contar e abre outra garrafa de vodka. CAPITALISMO SU?O Voc?em 500 vacas, mas nenhuma ?ua. Voc?obra para guardar a vaca dos outros. CAPITALISMO ESPANHOL Voc?em muito orgulho de ter duas vacas. CAPITALISMO PORTUGU? Voc?em duas vacas. E reclama porque seu rebanho n?cresce... CAPITALISMO INDIANO Voc?em duas vacas. Ai de quem tocar nelas. CAPITALISMO ARGENTINO Voc?em duas vacas. Voc?e esfor?para ensinar as vacas a mugirem em ingl?.. As vacas morrem. Voc?ntrega a carne delas para o churrasco de fim de ano ao FMI. CAPITALISMO BRASILEIRO Voc?em duas vacas. Uma delas ?oubada. O governo cria a CCPV- Contribui? Compuls? pela Posse de Vaca. Um fiscal vem e lhe autua, porque embora voc?enha recolhido corretamente a CCPV, o valor era pelo n?o de vacas presumidas e n?pelo de vacas reais. A Receita Federal, por meio de dados tamb?presumidos do seu consumo de leite, queijo, sapatos de couro, bot? presume que voc?enha 200 Vacas e para se livrar da encrenca, voc?? vaca restante para o fiscal deixar por isso mesmo.

Millôr Fernandes

11/04/2008
I NOUTRO DIA, antes da glorifica? dos controladores de v? eu estava escarrapachado num magn?co avi?, j?a pista de decolagem, tomando meu uisquezinho maneiro, sem aumento de pre?(pudera!), prelibando (!) minha chegada a Katmandu, enquanto ouvia o brua?m volta, quando algu?(o comiss?o?) falou ao microfone: Os senhores passageiros v?desculpar o atraso de nosso v?or 35 minutos, mas, como o comandante Paulo Schneider foi atacado por um mal-estar s?o, ter?ue ser substitu? por um nosso companheiro do PT, Vald?o Silva, com grande experi?ia, 30 anos como motorista de ?us no interior de Campinas. Voc?podem n?acreditar, mas, em menos tempo do que o diabo esfrega um olho, o avi?estava completamente vazio. ?por isso que n?me canso de dizer, Lula tem toda a raz?quando esculhamba as zelites. 1. Ningu?sabia que existiam. 2. Avi??qui embaixo. L?m cima, ele muda de nome na voz do comandante, que o trata com todo o respeito – aeronave. Ele sabe com que est?idando. Ah, antes que eu me esque?– antigamente era aeroplano. II NOUTRO DIA, logo depois da vit? esmagadora do grande l?r dos povos, que voc?sancionaram como tal, acompanhei um amigo que ia se submeter a uma opera? no c?bro, num hospital-modelo aqui do Rio, ali na Pra?da Cruz Vermelha. Toda a velha, ser?, administra?, muitos quadros administrativos n?reciclados, e at?esmo cirurgi? tudo gente de direita, tinham sido afastados e substitu?s por gente mais ?l, mais capaz, perfeitamente integrada nos novos tempos. Os companheiros. O hospital estava em festa. N?tugi nem mugi, entusiasmado como todo mundo. Todos sabem que sou f?l de levar no bico. Mas meu amigo, gr?ino da pesada, n?ia nessa – mesmo porque a cabe?era a dele. Perguntou ?dministradora: O doutor Helio Rufino j?hegou?. N? senhor, ele n?vem mais. Foi afastado ontem. Mas o senhor pode ficar tranq?. J?st?udo pronto, o senhor vai ser operado pelo nosso companheiro Genoino Gushiken Silva, que tem grande experi?ia no tratamento de feridas e perebas na favela de Murici-do-Oco, em Garanhuns. Meu amigo n?se deixou impressionar pelo curr?lo do novo cirurgi?e me ordenou, seco e sucinto: Vamo nessa!. Fui. Quase correndo, acompanhei-o para ser operado nos Steits. Ali? viajamos no mesmo avi?em que viajava, com objetivo semelhante, o vice-presidente da Rep?ca. Lula tem toda a raz? n?h?ada mais antinacionalista do que nossas zelites. III NOUTRO DIA eu estava l?o Cirque du Soleil, esperando come? o espet?lo, sentado naquele peda?a que s?i mesmo a zelite das zelites (at?em nome em franc? tapiruge, que minha companheira, que sabe franco franc? logo me traduziu: O tapir ruge). Luzes para c?luzes pra l?correria pra todo lado, at?ue um palha?parou no prosc?o e, em m?ca perfeita, que todo mundo entendeu, comunicou: Respeit?l p?co, o que v?(em m?ca n?d?ra acertar a concord?ia) assistir agora ?ostrado a primeira vez pelo Cirque du Soleil. Atendendo a uma ordem do Senhor Presidente da Bol?a, perd? Brasil, dez de nossos saltimbancos (n?confundir com assaltantes do Er?o), canadenses, americanos, ingleses, italianos, h?ros e checos, ser?substitu?s por companheiros da Administra? Federal. Voc?sabem de uma coisa? A zelite inteira nem piscou, nem se mexeu. Nem tinha por que piscar ou se mexer. A alegria do palha?n??er o circo pegar fogo? Pois ?a zelite sabe das coisas. E uma das coisas que ela sabe ?ue andar no arame ningu?falsifica. Nem faz mais ou menos. Ficou esperando a companheirada toda se esborrachar. E ainda saiu rindo pros bares e restaurantes dizendo que a noite foi muito divertida, e que o Cirque ? m?mo. Lula, como sempre, est?heio de raz? A zelite ?asoquista.

juiz Ronaldo Tovani, substituto da Comarca de Varg

10/04/2008
No dia cinco de outubro Do ano ainda fluente Em Carmo da Cachoeira Terra de boa gente Ocorreu um fato in?to Que me deixou descontente O jovem Alceu da Costa Conhecido por Rolinha Aproveitando a madrugada Resolveu sair da linha Subtraindo de outrem Duas saborosas galinhas. Apanhando um saco pl?ico Que ali mesmo encontrou O agente muito esperto Escondeu o que furtou Deixando o local do crime Da maneira como entrou. O senhor Gabriel Os? Homem de muito tato Notando que havia sido A v?ma do grave ato Procurou a autoridade Para relatar-lhe o fato. Ante a not?a do crime A pol?a diligente Tomou as dores de Os? E formou seu contingente Um cabo e dois soldados E quem sabe at?m tenente. Assim ?ue o aparato Da Pol?a Militar Atendendo a ordem expressa Do Delegado titular N?pensou em outra coisa Sen?em capturar. E depois de algum trabalho O lar?ofoi encontrado Estava no bardo Pedrinho Quando foi capturado N?esbo? rea? Sendo conduzido ent? frente do Delegado. Perguntado pelo furto Que havia cometido Respondeu Alceu da Costa Bastante extrovertido Desde quando furto ?rime Neste Brasil de bandidos? Ante t?forte argumento Calou-se o delegado Mas por dever do seu cargo O flagrante foi lavrado Recolhendo ?adeia Aquele pobre coitado. E hoje passado um m? De ocorrida a pris? Chega-me ?m? o inqu?to Que me parte o cora? Solto ou deixo preso Esse m?ro ladr? Solt?o ?ecis? Que a nossa lei refuta Pois todos sabem que a lei ?pr?obre, preto e puta... Por isso pe?a Deus Que norteie minha conduta. ?muito justa a li? Do pai destas Alterosas. N?deve ficar na pris? Quem furtou duas penosas, Se l?amb?n?est?presos Os lar?os do Governo Pessoas bem mais charmosas. Afinal n???grave Aquilo que Alceu fez Pois nunca foi do governo Nem seq?rou o Martinez E muito menos do g? Participou alguma vez. Desta forma ?ue concedo A esse homem da simpl? Com base no CPP Liberdade provis? Para que volte para casa E passe a viver na gl?. Se virar homem honesto E sair dessa sua trilha Permane?em Cachoeira Ao lado de sua fam?a Devendo, se ao contr?o, Mudar-se para Bras?a.

A.D.

09/04/2008
Haver?m dia em que todos voltaremos a ser felizes. Ser? dia em que: - GENU?O ser?lgo verdadeiro - GENRO apenas o marido da filha - SEVERINO apenas o porteiro do pr?o - FREUD voltar? ser s?criador da Psican?se - LORENZETTI ser??a marca de chuveiro - GREENHALGH voltar? ser um almirante que participou de nossa hist? - Dirceu, Palloci, Del?, Silvio Pereira, Berzoini, Gedimar, Valdebran, Bargas, Expedito Veloso, Gushiken, etc, ser?simples presidi?os - E LULA apenas um fruto do mar