• Gilberto Simões Pires, em Ponto Crítico
  • 03 Janeiro 2023

 

Gilberto Simões Pires

SOB VELHA E CORRUPTA DIREÇÃO

O nosso pobre e sofrido Brasil, depois de quatro anos de forte tratamento regenerativo, sob os cuidados de uma equipe técnico-patriótica que não mediu esforços para tentar recuperar, com razoável sucesso, boa parte do tecido CORROMPIDO pelos governos anteriores, notadamente, e principalmente, durante o período 2003 a 2016 governado pelo PT de Lula e Dilma, eis que, por vontade explícita do TSE e do STF com apoio irrestrito e incansável do CONSÓRCIO formado pela MÍDIA ABUTRE, o país, desde ontem, 01/01/2023, voltou a ser administrado pela VELHA E CORRUPTA DIREÇÃO.  

FIM DO BRASIL

Pois, para marcar o reinício do programa -FIM DO BRASIL-, interrompido em 2016 com impeachment da tenebrosa Dilma Petista, o corrupto ex-condenado, com a sua implacável caneta em punho, tratou de assinar as PRIMEIRAS (de tantas) MEDIDAS voltadas diretamente às DESTRUIÇÕES de tudo de bom que foi CONSTRUIDO, a duras penas, ao longo dos últimos quatro anos. 

CUMPRIMENTO DAS PROMESSAS

Como se vê, com enorme clareza e percepção, o PT e seus 16 partidos aliados pretendem cumprir à risca (com muito afinco) as PROMESSAS feitas durante a campanha eleitoral. Como todos, desde sempre, se mostram plenamente alinhados, de corpo e alma, com o receituário imposto pela CARTILHA COMUNISTA elaborada com cuidado pelo FORO DE SÃO PAULO, a ordem é promover a VOLTA IMEDIATA DO NOSSO PAÍS AO LUGAR DE ONDE NUNCA DEVERIA TER SAÍDO, qual seja a de líder econômico e social do COMUNISMO SULAMERICANO.

POSSIBILIDADES AO NOSSO ALCANCE

Dentro deste ambiente fétido, onde não há lugar para a LIBERDADE, as nossas ESPERANÇAS só têm sentido se estivermos realmente dispostos a lutar pelo que foi perdido. O horizonte do tempo mostra duas possibilidades: uma, que pode ser mais rápida dependendo da vontade maciça do povo brasileiro, é a concretização do -FORA LULA! IMPEACHMENT JÁ!-; outra, é reunir todas as forças para poder, enfim, ser possível desejar a todos os brasileiros de bem, um -FELIZ 2026!-. O fato é que precisamos espantar de vez o REGIME COMUNISTA que desde ontem já está ativo no nosso Brasil.

GOLPE E CONTRAGOLPE

Ainda que a MÍDIA ABUTRE não mostre mínimo interesse em esclarecer, vale sempre frisar, como bem postou o pensador Roberto Rachewsky, que

1- O GOLPE- FOI DADO PELO STF AO RASGAR A CONSTITUIÇÃO NAQUILO QUE É MAIS SAGRADO: A LIBERDADE; e, 

2- O CONTRAGOLPE, com o apoio da FFAA, foi um SONHO DE UMA NOITE DE VERÃO.

Assim, a -LUTA PELA LIBERDADE -vai se dar no CONGRESSO NACIONAL. É lá que estão os nossos GUERREIROS (eleitos para tanto), gostem ou não deles.   

 

Continue lendo
  • Alex Baur, no Die Welt Woche
  • 03 Janeiro 2023

 

Alex Baur

       Já havia sido anunciada a presença do ditador venezuelano Nicolás Maduro na posse de Lula. Oficialmente. O Brasil suspendeu a proibição de entrada do regime de tortura de esquerda, que obrigou sete milhões de pessoas a fugir, especialmente para a ocasião comemorativa.

Apenas Jorge Rodríguez, presidente do parlamento fantoche venezuelano, compareceu. Ele também é irmão de Delcy Rodríguez, vice-ditador de Maduro. Afinal.

Coincidentemente, a recepção oficial do emissário de Maduro na gigante da TV Globo, amiga de Lula, coincidiu com o intervalo comercial. Tanto que muitos brasileiros perderam a reabilitação da ditadura.

Lula deveria ter percebido que a presença de Maduro seria um pouco demais. Durante a campanha eleitoral, Lula se apresentou como o salvador da democracia. Teve proibida na Justiça a publicação de fotos que o mostrassem em um abraço íntimo com caudilhos de esquerda e velhos companheiros como Daniel Ortega, os irmãos Castro, Hugo Chávez ou, claro, Maduro.

A posse de Lula em 1º de janeiro teve como tema "União e Reconstrução" - unidade e reconstrução. Isso soa bem. Na verdade, seus discursos inaugurais foram puro veneno.

No mesmo fôlego em que o novo presidente do Brasil clamava por unidade e reconciliação nacional, ele literalmente acusou seu antecessor Jair Bolsonaro de "fascismo", "genocídio" e "terrorismo", "barbárie" e "estupidez", a "tirania " ou "mentiras" (notícias falsas).

Os discursos de uma hora de Lula podem ser reduzidos a uma mensagem central: o demagogo de direita Bolsonaro dividiu e destruiu o Brasil! É a mesma melodia que a esquerda global tem pregado em uníssono com a mídia nos últimos cinco anos.

Internacionalmente, essa retórica pode ter pegado. Mas cerca de metade dos brasileiros não caiu na desajeitada inversão da realidade de Lula. Eles votaram em Bolsonaro.

Lula também insulta metade das pessoas a quem se refere. Dificilmente alguém mudará de ideia por causa das tiradas de ódio. Na verdade, a maioria se sentirá justificada.

Para Lula e seus seguidores, isso não é uma contradição. De acordo com a compreensão marxista da democracia, somente o partido representa os interesses do povo. Quem se opõe ao partido é inimigo do povo - e, portanto, não pertence mais ao povo.

Em um primeiro ato oficial, Lula voltou a restringir a posse legal de armas liberalizada por Bolsonaro. Em segundo lugar, ele aumentou o número de ministérios por decreto de 23 para 37. Em terceiro lugar, ele quer reverter a privatização de estatais não lucrativas iniciada por Bolsonaro.

Além das razões ideológicas, há razões sólidas para isso: Lula só tem minoria no parlamento. Ele precisa desesperadamente de cargos estatais para recompensar os aliados e mantê-los felizes.

Claro, é um veneno para a economia. Mas se as coisas correrem mal, o culpado já está claro: foi seu antecessor que arruinou o Brasil.

Jair Bolsonaro se despediu dos Estados Unidos no réveillon. Supostamente apenas por trinta dias. Talvez para sempre. Na América do Sul, é apenas um pequeno passo entre insultar um oponente político e prendê-lo. No passado, o trabalho sujo era deixado para os militares. Hoje, os juízes politizadores são os responsáveis por isso. Eles já deram a Lula um valioso apoio durante a eleição.

*Alex Bauer é um jornalista e escritor. O artigo acima foi publicado no suíço Die Welt Woche.

Continue lendo
  • Autor desconhecido
  • 30 Dezembro 2022

Tô fazendo freela de foto em um buffet infantil. Eis que escuto essa conversa entre dois meninos (acho que) de 6 anos:

- Você conhece o Dudu (aniversariante) de onde?

- Não conheço, minha mãe trabalha aqui e ela me traz em todas as festas.

- Que legal! Mas seu pai deixa você vir todo dia?

- Meu pai trabalha entregando pizzas na pizzaria, à noite. Aí, ele não pode ficar comigo.

- Você gosta mais do trabalho do seu pai ou da sua mãe?

- Ah, não sei, porque meu pai ganha pizza de graça e eu como. É muito legal.

- Noooooossa, eu queria comer pizza todo dia. Meu pai é médico de pessoas e minha mãe é médica de dente. Muito chato.

- Chato mesmo, mas você pode ir na minha casa comer pizza, se quiser.

- Eu quero.

- Se você quiser, leva um currículo do seu pai, eu peço para o meu pai entregar para o chefe dele lá na pizzaria. Ele fez isso pro meu tio.

- O que é currículo?

- É um papel de perdir emprego.

- Tá, vou falar pra ele.

Nenhuma criança nasce preconceituosa, arrogante ou elitista. Elas se tornam.” 

*            Reproduzido da página do jornalista Ricardo Amorim no Facebook 

Continue lendo
  • José Batista Pinheiro Cel EB Ref
  • 24 Dezembro 2022

João Batista Pinheiro

Às vezes ficamos andando a esmo pelos mistérios da vida, sem acreditar no que está acontecendo ao redor de nós.  Aos 92, já enxergando a linha de chegada, a nossa estiagem de vida parece que foi uma mentira. Tudo o que nós aprendemos nesse longo caminho não serviu para nada. Cada dia que passa, um absurdo desponta no horizonte de nossa virtude do não saber nada. Será que ainda estamos vivos ou já morremos e não sabemos?

Em um país que enfrentou tantos perigos nos últimos quatro anos e subsistiu bravamente com alguns arranhões, fica difícil acreditar que o órgão máximo da nossa Justiça STF, coadjuvante do Poder Central, fosse buscar no cárcere para presidir o Brasil, um indivíduo desagradável, velho, doente, semianalfabeto, julgado e condenado a mais de onze anos de reclusão por crime contra o patrimônio financeiro nacional. Ficamos de queixo caído ao meditar como pode acontecer tanta incoerência e insensatez nas hostes da política brasileira. Nessa última eleição para presidente da nossa República, seria normal qualquer brasileiro derrotar o candidato da situação presidente Bolsonaro. Anormal foi constatar que o inelegível, incompetente e desagradável Lula da Silva fosse derrotar todos os candidatos.

Não gostaríamos de ver os mesmos fantasmas de um passado esquecido, voltar ao picadeiro do circo da vida para dar cambalhotas no ar e receber os apupos da plateia entorpecida. A nossa insistência em retornar ao mesmo assunto da eleição do Lula à presidência do Brasil é para lembrar que somos uma população de 215 milhões de brasileiros, habitando um dos países mais ricos do mundo em tudo, povo ordeiro e generoso, clima, solo, vegetação, posição geográfica com 9.200 km de extensão de costa em um mar manso e belo. Não apreciamos o retorno do inelegível Lula da Silva ao poder, portador de uma ficha pessoal sempre sujíssima, especialista em corromper consciências, despedaçar novamente o Brasil, como o fez no passado, em dezesseis anos consecutivos.

Este país colossal não merece mais uma vez ser vilipendiado e estagnado por um mentiroso picareta, pouco afeito às salas de aula das escolas, ser alçado ao maior alto cargo do poder civil, em detrimento a muitos brasileiros ilustres, sob o manto protetor do órgão máximo da nossa Justiça, representada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Os demais brasileiros que frequentaram escolas regulares em todos os níveis, estão se sentindo diminuídos e injustiçados. Perdemos os melhores momentos da nossa mocidade, dos 17 aos 22 anos de idade, trancafiados entre os muros das escolas militares do Exército, levando trotes e estudando feito uns loucos, para colocar uma singela estrela de 2º tenente nos ombros. Estamos arrependidos? Não, estamos ressentidos.

Nunca imaginamos assistir a tanto retrocesso na vida política do nosso país. Sempre almejamos deixar para os nossos descendentes um Brasil em desenvolvimento, governado por mãos competentes, com futuro garantido. Vamos ter mais quatro anos de estagnação. Grande tristeza para quem está vislumbrando o manto protetor da eternidade.

*        O autor é Cel. do Exército Brasileiro, Ref., articulista do jornal Inconfidência.

Continue lendo
  • Gilberto Simões Pires, em Ponto Crítico
  • 23 Dezembro 2022

Gilberto Simões Pires

TRÉGUA NATALINA

Não raro, até mesmo nas guerras mais sangrentas a TRÉGUA NATALINA é respeitada. Tem curta duração -inicia, segundo relatos, no entardecer da véspera do Natal e vai, geralmente, até a manhã do dia 25, quando o silêncio e os ataques são rompidos. Aliás, aí de forma legal e costumeira no nosso imenso Brasil, a SAIDINHA DE NATAL, que está mais para -SAIDÃO DE NATAL-, a considerar que só em SP 38 mil presos serão postos em liberdade -temporária- (de hoje, 23, até o primeiro dia útil de janeiro, 2), deixa o ambiente dos presídios em estado de graça. Ah, sem contar com a SAÍDA DEFINITIVA do ultra bandido Sérgio Cabral, concedida pelo STF. 

ALERTAS NECESSÁRIOS

 

Embalado pelo -ESPÍRITO NATALINO- a minha intenção era de cabular o editorial de hoje, 6ª feira, 23, antevéspera do Natal. Entretanto, como o GOVERNO -DECLARADAMENTE COMUNISTA-, que já está mostrando as garras que vão ferir com muita crueldade o povo brasileiro dentro de poucos dias, não quer saber de -TRÉGUA NATALINA-, achei por bem que deveria seguir emitindo alertas sobre a OPERAÇÃO DESMONTE 2023 que, sem dó nem piedade, deve iniciar em caráter de urgência.

TRANSIÇÃO PARA O ABISMO

 

Entre tantas frentes que serão atacadas pelo GOVERNO COMUNISTA PETISTA, chamadas de -REVOGAÇO-, chama muito a atenção a REVISÃO das PRIVATIZAÇÕES. O relatório da TRANSIÇÃO PARA O ABISMO, segundo apurou a Gazeta do Povo, sugere 14 revisões de instrumentos e dispositivos sobre processos de desestatização que se encontram em "etapas preparatórias e ainda não concluídas". Entre as empresas citadas no relatório estão a Petrobras, os Correios, a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), a Nuclebrás Equipamentos Pesados (Nuclep), a Empresa Brasileira de Administração de Petróleo e Gás Natural (PPSA) e a Companhia Nacional de Abastecimento. Que tal? Ah, a PRIVATIZAÇÃO DO PORTO DE SANTOS, que estava prevista para este final de ano, já foi, literalmente, para o beleléu.

POPULISMO A MIL

 

A transição também defende recriar o Programa dos Catadores mediante a revogação parcial do decreto 10.473/20, que acabou com o Programa Pró-Catador, que reunia ações de apoio a trabalhadores de baixa renda que se dedicam a coletar materiais reutilizáveis e recicláveis e promovia a "inclusão social e econômica dessas pessoas e contribuindo para a sustentabilidade". Outro ponto -DEFENDIDO- é proteger (??) as famílias brasileiras contra o "superendividamento". Para isso, o relatório sugere a revisão do decreto 11.150/22 para "apontar caminhos de reversão do processo de superendividamento vivido pelas famílias brasileiras de baixa renda". A transição defende que a medida aumentará a segurança jurídica no tema, uma vez que sua constitucionalidade é discutida no STF.

FELIZ NATAL

 

Bem, uma vez feitos os devidos alertas (para que ninguém diga que não foi avisado), o que mais desejo é que todos os leitores/assinantes aproveitem ao máximo este Natal, que tinha tudo para ser um dos melhores dos últimos 40 anos. Feliz Natal! 

Continue lendo
  • Felix Maier
  • 19 Dezembro 2022

Félix Maier

          E você, que fez o L e elegeu o Ladrão, por que ainda não "buscou" o peru de Natal no supermercado?
É de graça.
Mas não vá sozinho.
Você seria preso em flagrante delito. Xandão não iria permitir tão odiento ato antidemocrático.
Coloque uma camisa vermelha, de preferência com foto de Che Guevara, e vá acompanhado de uma quadrilha, no mínimo de 50 vagabundos, fortemente armados, todos de cara amarrada, com algumas mulheres "empoderadas", para aumentar a diversidade. E faça chantagem, ameace em quebrar todo o estabelecimento, se o dono do mercado não "doar" 200 cestas básicas, de espontânea obrigação.
A PM não irá prender ninguém, só garantir para que ninguém seja molestado, para "evitar mal maior". Afinal, ninguém quebrou nada, o dono do mercado doou cestas básicas porque quis.

Foi o que aconteceu na capital da República Federativa dos Bandidos, Brasília, no Atacadista Dia a Dia, em Taguatinga, no dia 17/12/2022. Cerca de 80 vagabundos, vestindo camisas vermelhas, exigiram a "doação" de 150 cestas básicas, caso contrário iriam depredar todo o estabelecimento. A PM foi chamada para conter os terroristas e não prendeu nenhum bandido. Só ficou olhando, para que a chantagem fosse consumada.
Tais revolucionários de esquerda, que na prática estão assaltando supermercados mediante violência explícita e chantagem covarde, fazem parte do Movimento de Lutas em Bairros, Vilas e Favelas (MLB). Dizem que é para entregar cestas básicas a pessoas cadastradas no Movimento, uma forma radical socialista do "Natal Sem Fome" criado por Santo Betinho, que antes de fazer caridade com a boa vontade de terceiros, foi um laborioso pombo-correio Fidel Castro-Brizola, para levar dinheiro ao maragato refugiado no Uruguai, de modo que criasse um movimento de libertação popular para derrubar a ditadura militar brasileira, no que ficou conhecido como “Os incríveis exércitos de Brizoleone”.

Descalabro semelhante ocorreu no dia 12/12/2022, quando terroristas atacaram a nova sede da Polícia Federal, em Brasília, depois que foi preso um índio fanfarrão que apoiava o presidente Jair Bolsonaro, e vários carros e ônibus foram queimados, ao estilo black blocs de 2013. A PM e os Bombeiros foram chamados, mas não prenderam ninguém, nem apagaram o fogo, só ficaram fazendo cara de paisagem. Era para "evitar mal maior", segundo disseram, como se houvesse mal maior do que não combater atos terroristas que ocorriam naquele exato momento.
A Mídia Antifa (a que se diz antifascista, mas que é fascista por natureza), como a Rede Globo, acusa radicais bolsonaristas de terem praticado a balbúrdia em Brasília. Mas há evidências de que houve infiltração de radicais vermelhos, que gritavam "fora Bolsonaro" enquanto tacavam fogo nos ônibus, para incriminar apoiadores do Presidente.
A onda "Natal sem fome", de assaltos a supermercados, já se estendeu a 17 Estados.
Ainda há tempo para chegar a 27 Estados até o Natal.

Faça o L e cante Noite Feliz.
Mas, antes, na noite de 24 de dezembro, deguste com a família o peru e o vinho roubados no Atacadista daquele maldito capitalista chauvinista que só pensa em lucro, que não tem solidariedade com quem passa fome.
Novos tempos estão chegando, para que a justiça social seja enfim feita no Brasil, a partir de 1 de janeiro de 2023, quando o maior ladravaz da história do Brasil vai subir a Rampa do Palácio do Planalto.
Xandão mandou incluir no inquérito dos "Atos Antidemocráticos" a queima de ônibus e carros em Brasília, coisa dos malditos terroristas bolsonaristas, segundo diz a imprensa. Será que o Xerife, líder inconteste do STF, irá dar 48h para a PM dos Estados que tiveram supermercados atacados, para que identifique e prenda os bandidos travestidos de Robin Hood do Brasilistão?
Vai vendo:
Deputada petista defende invasões a supermercados:

https://twitter.com/TerraBrasilnot/status/1604445904165011457?s=20&t=GGMMNawLvn7XDFaBkuTPqg

Movimento pró-socialismo faz ação orquestrada de invasão a supermercados em 17 estados:

https://horabrasilia.com.br/movimento-pro-socialismo-faz-acao-orquestrada-de-invasao-a-supermercados-em-17-estados/

Leia "Os incríveis exércitos de Brizoleone", de F. Dumont:

https://felixmaier1950.blogspot.com/2022/02/os-incriveis-exercitos-de-brizoleone.html

Continue lendo